Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da ansiedade social nas tarefas de postura e equilíbrio

Processo: 14/16503-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Lilian Teresa Bucken Gobbi
Beneficiário:Diego Orcioli da Silva
Supervisor no Exterior: Mark Gregory Carpenter
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of British Columbia (UBC), Canadá  
Vinculado à bolsa:13/27032-0 - Complexidade do ambiente e assimetria no andar de idosos com Doença de Parkinson, BP.MS
Assunto(s):Controle motor   Controle postural   Envelhecimento   Ansiedade social   Equilíbrio postural

Resumo

O medo de cair é um fenômeno incapacitante comum entre pacientes com instabilidade postural e distúrbios da marcha (como pacientes com doença de Parkinson), e também em idosos que já sofreram quedas. Evidências recentes em estudos sobre postura encontraram um aumento na instabilidade postural com o aumento da ansiedade dos participantes (Carpenter et al., 2006). O objetivo do projeto é analisar a influência da ansiedade social nas tarefas de equilíbrio e marcha em idosos e como essas mudanças podem ser moderadas por apoio social de um cônjuge ou amigo. Cada participante realizará tarefas de equilíbrio sob três condições ("avaliador presente sem apoio", "avaliador presente, com o apoio" e "sem presença de avaliador"). Os participantes executarão uma série de tarefas de postura e marcha estáticos e dinâmicos. Após a conclusão das tarefas de equilíbrio em cada condição, todos os participantes serão convidados a preencher dois conjuntos de questionários sobre estado de ansiedade e medo durante o tempo em que as tarefas de equilíbrio são realizadas. Uma vez que os questionários forem concluídos, os participantes terão um período de 10 minutos de descanso sentado antes do início da próxima tarefa de equilíbrio. Todos os participantes serão equipados com um dispositivo de medição de oscilação do tronco (SwayStar, Switzerland) preso em um cinto. A força de reação do solo e momento de força serão coletados a partir de uma plataforma de força que permitirá o cálculo do centro de pressão (CP). Medidas dependentes, como o deslocamento e velocidade do tronco, para cada tarefa será analisado através de análise de variância entre e intra-sujeito. (AU)