Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade de metaloproteinases da matriz dentinária após tratamento com primers experimentais contendo carbodiimida

Processo: 14/08890-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Josimeri Hebling Costa
Beneficiário:Najila da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Odontopediatria   Materiais dentários   Adesivos dentinários   Dentina   Colágeno   Resistência mecânica   Etildimetilaminopropil carbodiimida   Metaloproteinases da matriz

Resumo

Devido a fatores inerentes ao substrato dentinário e aos sistemas adesivos, a produção de uma união resina-dentina estável em longo prazo ainda desafia os procedimentos clínicos e as pesquisas na área. Dentre os mecanismos propostos para reduzir a degradação da camada híbrida ao longo dos anos, está a biomodificação do colágeno visando aumentar a resistência mecânica desta proteína e torná-la mais resistente à degradação enzimática e hidrolítica. A inibição da atividade proteolítica da dentina também tem sido proposta como mecanismo anti-degradação da camada híbrida. Portanto, o objetivo deste estudo será avaliar o efeito da aplicação de primers experimentais contendo carbodiimida (EDC) na atividade total de metaloproteinases da matriz dentinária (MMPs). Cento e vinte espécimes de dentina (1x1x6 mm) serão obtidos de 40 molares permanentes hígidos. Metade desses espécimes (n=60) serão utilizados para a determinação da atividade total de MMPs. A superfície correspondente à face oclusal será condicionada com ácido fosfórico 35% por 15s, seguido de lavagem e remoção do excesso de umidade. Em seguida, os espécimes serão divididos aleatoriamente em 6 grupos de tratamento (n=10): água deionizada (controle), solução de EDC 0,5 M, primer experimental (50% HEMA em água), primer experimental com EDC 0,5 M, primer do sistema Scotchbond MP (SBMP) ou SBMP adicionado de 0,5 M EDC. A atividade total de MMPs será determinada imediatamente após os tratamentos por meio de teste colorimétrico (SenSolyte). Os dez espécimes restantes de cada grupo serão utilizados para a determinação da degradação do colágeno dentinário. Esses espécimes serão completamente desmineralizados em solução de ácido fosfórico 10% por 18 h. Massa seca e liberação de hidroxiprolina (HYP) serão avaliadas antes dos tratamentos (mesmos descritos acima) e após 7 dias de armazenamento em saliva artificial. Os dados de atividade total de MMPs, perda de massa e liberação de HYP serão submetidos à testes estatísticos definidos após análise de cada conjunto de dados quanto a sua distribuição e homocedasticidade. Todos os testes serão considerados ao nível pré-estabelecido de significância de 5%.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)