Busca avançada
Ano de início
Entree

Espaço, escravidão e trabalho livre no oeste novo paulista: fazenda Ibicaba (1847-1888)

Processo: 14/10810-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Rafael de Bivar Marquese
Beneficiário:Felipe Landim Ribeiro Mendes
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imigração   Escravidão   Século XIX   Centro-Oeste paulista   Fazendas   Indústria do café

Resumo

Esta proposta de estudo tem como objetivo a análise da configuração espacial da fazenda cafeeira do Oeste Paulista na segunda metade do século XIX. A pesquisa terá como unidade de observação a fazenda Ibicaba, situada no atual município de Cordeirópolis, no período compreendido entre a introdução da primeira leva de imigrantes suíços e alemães - destinados ao trabalho na lavoura de café - e a abolição da escravidão no Brasil. Por meio de processos-crime, fotografias e relatos de viajantes, pretende-se observar como a espacialidade foi vetor de disputas entre colonos e senhores - concorrendo para as metamorfoses do sistema de trabalho livre - e quais as possíveis interações entre a experiência com os colonos, a reconfiguração arquitetônica da fazenda, os conflitos envolvendo trabalhadores e senhores e a crise da escravidão.