Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso da associação de paclitaxel à nanoemulsão lipídica para o tratamento da doença arterial coronária: um estudo randomizado, duplo-cego e controlado por placebo

Processo: 14/06342-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Pesquisador responsável:Raul Cavalcante Maranhao
Beneficiário:Bruna Miranda de Oliveira Silva
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doença da artéria coronariana   Nanoemulsão   Paclitaxel   Reatividade cardiovascular   Toxicidade   Angiotomografia das coronárias   Estudos randomizados

Resumo

O tratamento clínico da doença arterial coronária (DAC) ainda está restrito às intervenções nos fatores de risco, traduzidas na administração de estatinas e antiagregantes. Analisando o forte componente proliferativo-inflamatório da doença, uma estratégia de tratamento baseada em fármacos antiproliferativos, como os usados no tratamento do câncer, pode ser uma rota terapêutica muito promissora, dirigida à doença de base. Mostramos que, após injeção na corrente sanguínea, nanopartículas lipídicas com estrutura parecida com a das lipoproteínas de baixa densidade (LDL) concentram-se em tumores malignos e em outros processos de natureza inflamatória e proliferativa, como a aterosclerose. O objetivo do presente projeto é verificar se a associação paclitaxel-nanoemulsão modifica o perfil inflamatório de pacientes tratados com a associação. Serão avaliados 40 pacientes com DAC, entre 40 e 70 anos de idade, de ambos os sexos, que serão randomicamente alocados em dois grupos: A) pacientes que serão tratados com paclitaxel associado à nanoemulsão (150 mg/m2, infusão E.V. em 4 doses com intervalo de 3 semanas). B) grupo-controle, tratado com a nanoemulsão, sem o paclitaxel. Antes e depois do tratamento, os pacientes serão submetidos aos exames de angiotomografia computadorizada e reatividade vascular para avaliar a eficácia do tratamento. Exames bioquímicos serão realizados a cada 3 semanas para avaliação da toxicidade. Os níveis séricos de citocinas inflamatórias serão realizados antes, durante e após o tratamento.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)