Busca avançada
Ano de início
Entree

Bebida alcoólica e direção veicular: o impacto da lei seca na gravidade das vítimas de acidentes de trânsito

Processo: 14/12342-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Pesquisador responsável:Lilia de Souza Nogueira
Beneficiário:Ane Karoline Silva Bonfim
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Acidentes de trânsito   Enfermagem em trauma   Gravidade do paciente   Bebidas alcoólicas   Executoriedade da lei

Resumo

Anualmente, milhões de pessoas têm suas vidas ceifadas em decorrência de acidentes de trânsito. No Brasil, as causas externas, que englobam este tipo de trauma, ocupam o terceiro lugar como principal causa de morte. Todo acidente de trânsito é influenciado por diferentes fatores, com destaque ao consumo excessivo de álcool e sua relação com os eventos traumáticos. Medidas de prevenção são implantadas no país com o objetivo de modificar este panorama, como a Lei nº 11.705 de 2008, conhecida popularmente como "Lei Seca". Pesquisas mostram o impacto positivo desta Lei na análise de diferentes variáveis. Entretanto, a gravidade das vítimas ainda não foi explorada neste contexto. Com o objetivo de preencher tal lacuna de conhecimento, este estudo analisará o impacto da "Lei Seca" na gravidade das vítimas de acidentes de trânsito e identificará os fatores associados à mortalidade dos pacientes antes e depois da implantação da Lei. Trata-se de uma pesquisa retrospectiva, com abordagem quantitativa das vítimas de acidentes de trânsito atendidas no Hospital das Clínicas de São Paulo, no período de janeiro de 2006 a dezembro de 2010. A fonte primária será um arquivo eletrônico composto por 1.400 pacientes com idade igual ou superior a 14 anos, admitidos no hospital nas primeiras 24 horas do evento traumático. Variáveis sociodemográficas e relacionadas às características e gravidade do trauma serão abordadas e submetidas à análise estatística. A relevância deste estudo está pautada na escassez de pesquisas sobre o tema e na possibilidade de oferecer dados que auxiliem na elaboração e implantação de estratégias públicas voltadas à redução das taxas de morbimortalidade por acidentes de trânsito no país.