Busca avançada
Ano de início
Entree

O complexo ferroviário de Presidente Prudente: um estudo da moradia dos trabalhadores da Estrada de Ferro Sorocabana

Processo: 14/10869-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Cristina Maria Perissinotto Baron
Beneficiário:Erivelton Rossini de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Patrimônio cultural   Patrimônio arquitetônico

Resumo

Este projeto de pesquisa pretende identificar e mapear a situação atual do conjunto arquitetônico e urbano do Município de Presidente Prudente, decorrente da implantação da antiga Estrada de Ferro Sorocabana, com vistas a sua valorização e proteção. Nesta pesquisa será levantado o conjunto formado pelas Vilas Ferroviárias, Estação Ferroviária e Galpões, porém, o foco principal é estudar a moradia dos trabalhadores da Sorocabana. A identificação do traçado original do núcleo urbano e o estudo das transformações que sofreram possibilita o entendimento do papel da Estrada de Ferro para a formação desse núcleo e permite, também, verificar qual a importância atual da permanência deste conjunto para a memória ferroviária e para a paisagem urbana. As ações voltadas para a preservação deste patrimônio, muitas vezes, identificam e preservam apenas as principais edificações, desconsiderando os outros elementos, como os galpões e as unidades habitacionais. As Vilas foram implantadas para os trabalhadores que possuíam vínculos com empresa responsável pela Estrada de Ferro e localizavam-se próximas a Estação Ferroviária; construídas como conjuntos de casas geminadas ou como unidades isoladas e, em alguns casos, possuíam uma hierarquia tipológica decorrente da função do profissional, como por exemplo, a casa do engenheiro. Entender como se iniciou esta produção habitacional e como eram os espaços das moradias significa resgatar uma parte da história da ferrovia a partir do modo de vida dos trabalhadores. A Estrada de Ferro chega a Presidente Prudente em 1919, antes da criação do Município que somente ocorre em 1921. O objetivo da pesquisa consiste em realizar a identificação, o mapeamento e o resgate da memória do patrimônio ferroviário, visando à valorização e a proteção de um patrimônio histórico que teve papel fundamental no desenvolvimento territorial do oeste do estado de São Paulo.