Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos mecanismos imunomoduladores exercidos pelas células tronco mesenquimais sobre a reatividade das células gliais e correlação com a capacidade regenerativa após axotomia de raízes lombares

Processo: 13/16134-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Alexandre Leite Rodrigues de Oliveira
Beneficiário:Luciana Politti Cartarozzi
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/08297-8 - Análise in vivo da reatividade glial dependente de MHC Classe I após lesão do sistema nervoso, BE.EP.DR
Assunto(s):Imunomodulação   Fármacos neuroprotetores   Regeneração nervosa   Microglia   Neurobiologia   Células-tronco mesenquimais

Resumo

A interação entre os motoneurônios e o microambiente circunjacente desempenha uma função crucial para a sobrevivência, regulação do estado funcional e conectividade sináptica. Após um trauma, mudanças indicativas de disfunção e degeneração se iniciam proximal e distalmente à lesão, porém, a capacidade plástica do Sistema Nervoso faz com que ocorra remodelação estrutural e funcional de seus circuitos. Há evidências, atualmente, de que os neurônios e células gliais expressem grande número de moléculas que, originalmente, eram tidas como específicas do sistema imune e que estas moléculas, como o complexo de histocompatibilidade de classe I (MHC I), sejam mediadores da comunicação entre neurônios e células gliais na normalidade e em situações de injúria. Visando alternativas para influenciar positivamente na capacidade regenerativa do sistema nervoso, as células tronco mesenquimais são tidas, atualmente, como uma opção bastante viável, levando-se em conta a facilidade de obtenção e expansão, por suas propriedades tróficas ao sítio da lesão e também pela secreção de moléculas bioativas atuantes no processo regenerativo. Dentre essas moléculas, produzidas pelas células tronco, estão fatores neurotróficos, como BDNF e citocinas, como IL 4 e IFN ´, que podem modular a resposta imune no sistema nervoso central após lesão. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivos avaliar a modulação exercida pelas células tronco mesenquimais sobre as células gliais in vitro e também estudar a capacidade regenerativa do sistema nervoso, após axotomia de raízes lombares e administração de células tronco mesenquimais, através de estudos morfológicos e moleculares. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CARTAROZZI, LUCIANA POLITTI; PEREZ, MATHEUS; KIRCHHOFF, FRANK; RODRIGUES DE OLIVEIRA, ALEXANDRE LEITE. Role of MHC-I Expression on Spinal Motoneuron Survival and Glial Reactions Following Ventral Root Crush in Mice. CELLS, v. 8, n. 5 MAY 2019. Citações Web of Science: 1.
CARTAROZZI, LUCIANA POLITTI; RIEDER, PHILLIP; BAI, XIANSHU; SCHELLER, ANJA; RODRIGUES DE OLIVEIRA, ALEXANDRE LEITE; KIRCHHOFF, FRANK. In vivo two-photon imaging of motoneurons and adjacent glia in the ventral spinal cord. JOURNAL OF NEUROSCIENCE METHODS, v. 299, p. 8-15, APR 1 2018. Citações Web of Science: 6.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.