Busca avançada
Ano de início
Entree

Fungos endofíticos de Begonia sp. encontrada na Ilha de Alcatrazes e na zona continental: diversidade e prospecção de biocompostos

Processo: 14/12021-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:André Rodrigues
Beneficiário:Ana Maria Lima Correia
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Micologia   Micro-organismos endofíticos   Begoniaceae   Ilha de Alcatrazes

Resumo

Fungos endofíticos vivem no interior dos tecidos das plantas sem causar dano aparente aos seus hospedeiros. É sabido que esses fungos podem estimular as defesas da planta frente a micro-organismos fitopatogênicos, através da produção de compostos químicos; sendo uma promissora fonte para a descoberta de novos compostos bioativos. Utilizando métodos dependentes de cultivo e taxonomia polifásica, o presente estudo visa avaliar a diversidade de fungos endofíticos associados à Begonia sp., um gênero de planta pouco explorado do ponto de vista dos endófitos associados. Devido Begonia sp. ser encontrada tanto na Mata Atlântica do litoral do estado de São Paulo, quanto no arquipélago de Alcatrazes, tal fato constitui-se no cenário ideal para avaliar se a diversidade de endófitos presentes nessas plantas é modulado por fatores intrínsecos de cada habitat. Assim, folhas de cinco exemplares de Begonia sp. serão amostradas em cada localidade e utilizadas para os isolamentos dos fungos. Adicionalmente, a presente proposta visa avaliar o potencial dos endófitos em inibir o crescimento de fitopatógenos de importância na agricultura utilizando ensaios in vitro. Do ponto de vista da prospecção, ambientes poucos explorados, como é o caso de Alcatrazes, constituem uma oportunidade única para a procura de fungos endofíticos com potencial biotecnológico. Os resultados do presente trabalho contribuirão em dois aspectos no estudo dos endófitos de Begonia sp.: (i) no conhecimento dos fatores que influenciam as comunidades de fungos associadas às plantas em diferentes locais (com potencial descoberta de novas espécies fúngicas) e (ii) na descoberta de bioativos de interesse para o combate de fitopatógenos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GRIGOLETTO, DIANA F.; TRIVELLA, DANIELA B. B.; TEMPONE, ANDRE G.; RODRIGUES, ANDRE; CORREIA, ANA MARIA L.; LIRA, SIMONE P. Antifungal compounds with anticancer potential from Trichoderma sp. P8BDA1F1, an endophytic fungus from Begonia venosa. Brazilian Journal of Microbiology, APR 2020. Citações Web of Science: 0.
CORREIA, ANA M. L.; LIRA, SIMONE P.; ASSIS, MARCO A.; RODRIGUES, ANDRE. Fungal Endophyte Communities in Begonia Species from the Brazilian Atlantic Rainforest. Current Microbiology, v. 75, n. 4, p. 441-449, APR 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.