Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunoproteômica aplicada ao aprimoramento do diagnóstico da estrongiloidíase humana frente a diferentes extratos antigênicos de Strongyloides venezuelensis

Processo: 14/17626-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Helmintologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Ronaldo Cesar Borges Gryschek
Beneficiário:Guilherme Finochio Sabino
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/04236-9 - Imunoproteômica aplicada ao aprimoramento do diagnóstico da estrongiloidíase humana frente a diferentes extratos antigênicos de Strongyloides venezuelensis, AP.R
Assunto(s):Testes sorológicos

Resumo

A estrongiloidíase é uma infecção parasitária causada pelo nematódeo Strongyloides stercoralis com distribuição mundial, especialmente em regiões tropicais e subtropicais com baixas condições sanitárias. Estima-se que entre 30 e 100 milhões de pessoas encontram-se infectadas no mundo ocupando lugar de destaque no Brasil. Esta helmintíase apresenta um largo espectro de manifestações clínicas, que vão desde formas assintomáticas até formas graves e fatais, principalmente em indivíduos imunodeprimidos. Dessa forma, a disponibilização de técnicas diagnósticas sensíveis e específicas é desejável, sobretudo no contexto das imunodepressões, onde a identificação e tratamento da helmintíase são fundamentais. Apesar das diversas técnicas descritas para o diagnóstico desta helmintíase, estudos comprovam que nenhuma delas é considerada ideal. Nos métodos parasitológicos indicados para a pesquisa de larvas, são necessárias pelo menos sete amostras de fezes coletadas em dias alternados para um resultado efetivo. Já, os testes sorológicos apresentam alta sensibilidade, são de fácil execução e obtenção de amostras dos pacientes, além de não estarem relacionados diretamente com a eliminação de larvas. No entanto, as técnicas sorológicas possuem algumas limitações, entre as quais a obtenção de quantidades de antígenos de S. stercoralis suficientes para o fracionamento e análise, e o fenômeno de "reação cruzada", devido à grande complexidade antigênica que este helminto possui em relação a outros parasitas. Muitas pesquisas apontam a utilização de antígenos heterólogos, como S. venezuelensis, principalmente por serem de fácil obtenção, além de apresentarem alta sensibilidade e especificidade nos resultados. A identificação e caracterização de antígenos são extremamente importantes para o desenvolvimento de testes imunológicos. Diante da dificuldade de diagnóstico de seu agente causal, o presente projeto se justifica pela necessidade de novos estudos visando o aperfeiçoamento das técnicas de diagnóstico.