Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da frequência, distribuição espacial, atividade locomotora e inseminação cruzada de Aedes aegypti e Aedes albopictus (Diptera: Culicidae)

Processo: 14/18518-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Tamara Nunes de Lima Camara
Beneficiário:Ronan Rocha Coelho
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/05016-5 - Avaliação da frequência, distribuição espacial, atividade locomotora e inseminação cruzada de Aedes aegypti e Aedes albopictus (Diptera: Culicidae), AP.R
Assunto(s):Vetores de doenças   Arbovirus   Vírus da dengue   Aedes albopictus   Aedes aegypti   Análise espacial

Resumo

O projeto avaliará a frequência e a distribuição de dois importantes vetores dos vírus dengue - Ae. aegypti e Ae. albopictus - em áreas selecionadas do Parque do Piqueri, Zona Leste de São Paulo, durante as estações Primavera e Outono. O projeto também abordará a atividade locomotora dos adultos oriundos dos ovos coletados no Parque. Para tal, serão instaladas armadilhas para ovos (ovitrampas) nas áreas selecionadas do Parque. Durante seis semanas ininterruptas de cada estação do ano avaliada, as paletas serão recolhidas e substituídas por novas. Em laboratório, as paletas serão avaliadas quanto à presença de ovos, sendo estes contados e postos para eclodirem. Larvas de quarto estádio (L4) serão contadas e identificadas quanto à espécie (Ae. aegypti e Ae. albopictus) e algumas serão selecionadas de forma aleatória para a formação do adulto. O padrão de atividade locomotora de fêmeas adultas de Ae. aegypti e de Ae. albopictus virgens e inseminadas será avaliado em condições de laboratório. O estudo da ecologia e do comportamento de Ae. aegypti e Ae. albopictus reveste-se de grande relevância para a Saúde Pública, uma vez que são espécies consideras vetores de algumas arboviroses, como a dengue. (AU)