Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência do processo inflamatório sobre a atividade dos neurônios do núcleo do trato solitário de ratos jovens submetidos à hipóxia mantida

Processo: 14/11101-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Benedito Honorio Machado
Beneficiário:Ludmila Lima Silveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/06077-5 - Alterações nas redes neurais envolvidas na geração e controle das atividades simpática e respiratória em diferentes modelos experimentais de hipóxia, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):17/13720-2 - Efeitos do tratamento com minociclina sobre a ativação microglial em ratos submetidos a hipóxia mantida, BE.EP.DD
Assunto(s):Inflamação neurogênica   Núcleo solitário   Anóxia   Neurônios   Pressão sanguínea   Técnicas de Patch-Clamp   Modelos animais

Resumo

O Núcleo do Trato Solitário (NTS) é uma região central crítica para o controle cardiorrespiratório. Os neurônios dessa região recebem informações oriundas dos quimiorreceptores periféricos, os principais sensores da composição química do sangue, e se conectam com os núcleos bulbares responsáveis pela geração e modulação da atividade simpática e respiratória. Em situações de hipóxia, nas quais o suprimento de oxigênio (O2) para as células é reduzido, a ativação das vias neurais do quimiorreflexo pode promover respostas como o aumento da pressão arterial e da frequência respiratória para reestabelecer o fornecimento adequado de O2 para os tecidos. O modelo experimental da Hipóxia Mantida (HM) vem sendo explorado em estudos do nosso laboratório por desencadear nos animais alterações cardiorrespiratórias semelhantes à de humanos que se deslocam para elevadas altitudes onde a pressão parcial de O2 é baixa. Os animais submetidos a HM apresentam aumento da pressão arterial. Sabe-se ainda, que situações de hipóxia mantida podem desencadear processo inflamatório central e periférico. No Sistema Nervoso Central a inflamação pode alterar a excitabilidade neuronal e a atividade sináptica. Nossos resultados obtidos durante o período de mestrado evidenciaram que o tratamento com o anti-inflamatório minociclina atenua significativamente a hipertensão desencadeada por HM. Nesse projeto de doutorado direto nós estudaremos os mecanismos pelos quais essa atenuação ocorreu, especialmente ao nível dos neurônios do NTS. Por meio da técnica de whole cell patch-clamp investigaremos se o processo inflamatório desencadeado pela HM influencia diretamente a atividade dos neurônios do NTS envolvidos no controle cardiorrespiratório. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LIMA-SILVEIRA, LUDMILA; ACCORSI-MENDONCA, DANIELA; BONAGAMBA, LENI G. H.; ALMADO, CARLOS EDUARDO L.; DA SILVA, MELINA P.; NEDOBOY, POLINA E.; PILOWSKY, PAUL M.; MACHADO, BENEDITO H. Enhancement of excitatory transmission in NTS neurons projecting to ventral medulla of rats exposed to sustained hypoxia is blunted by minocycline. JOURNAL OF PHYSIOLOGY-LONDON, v. 597, n. 11, p. 2903-2923, JUN 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVEIRA, Ludmila Lima. Envolvimento do processo inflamatório nas alterações observadas na neurotransmissão glutamatérgica no núcleo do trato solitário de ratos submetidos à hipóxia mantida. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.