Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel de Células B-1 na diferenciação, proliferação e atividade supressora de células t reguladoras

Processo: 14/14506-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Mario Mariano
Beneficiário:Karina Alcantara de Lima
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunorregulação   Linfócitos T reguladores

Resumo

Estudos têm demonstrado que células B-1, a principal população de células B presentes nas cavidades pleural e peritoneal de camundongos, podem atuar regulando a atividade de outras células do sistema imune, como macrófagos e células T efetoras e/ou reguladoras (reg). Além disso, camundongos Xid, que não apresentam células B-1 nas cavidades peritoneal e pleural, são mais resistentes a algumas infecções, sugerindo que células B-1 podem induzir regulação negativa de células efetoras. Dados preliminares de nosso laboratório demonstraram que camundongos Xid apresentam menor número de células T na cavidade peritoneal e, quando células B-1 são transferidas para esses camundongos, o número de células Treg aumenta. O objetivo do presente estudo é investigar o envolvimento de células B-1 na diferenciação, proliferação e atividade de células Treg. Para tanto, serão realizadas análise das populações celulares presentes na cavidade peritoneal, baço e timo de camundongos BALB/c (WT) e BALB/Xid, por citometria de fluxo. In vitro, serão realizados ensaios de diferenciação e proliferação de células Treg, a partir de células T naïve purificadas do baço de camundongos WT e Xid, na presença ou ausência de células B-1 purificadas do peritônio de camundongos WT e, também, ensaios de supressão e proliferação das Tregs geradas in vitro ou obtidas ex vivo. Os resultados serão avaliados por análise de variância (ANOVA) em duas vias, considerando índices de confiabilidade maior que 95%.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.