Busca avançada
Ano de início
Entree

"Implicações na progressão dos glioblastomas pediátricos após inibição das anidrases carbônicas 9 e 12 em condição de hipóxia"

Processo: 14/10908-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Scrideli
Beneficiário:Caio Cesar Damasceno Monção
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Anóxia   Oncologia pediátrica   Glioblastoma

Resumo

O glioblastoma (GB) representa 7 a 9% dos tumores pediátricos do SNC e, apesar dos avanços biomédicos e tecnológicos, a sobrevida destes pacientes é de dois anos. Este tumor exibe alterações genéticas complexas que resultam em alta instabilidade genômica e heterogeneidade celular. Desta condição, provém a implacável progressão maligna, como difusão e invasão através do cérebro, recorrência e resistência aos tradicionais tratamentos de radio- e quimioterápicos. Nestas condições, as células cancerosas sofrem uma série de mudanças genéticas que aumentam a sobrevida celular e as permitem adaptar-se às condições de hipóxia, promovendo a ativação do complexo transcricional HIF-1±. HIF-1± controla a expressão de genes alvo, como os que codificam as anidrases carbônicas (CAs). As isoformas ligadas a membrana CAs 9 e 12 são superexpressas em vários tipos de tumores, promovem a acidificação do ambiente tumoral e estão descritas na literatura como envolvidas na progressão do câncer. Indisulam, uma sulfonamida impermeável à membrana, é uma nova droga para o tratamento de câncer, com potente inibição destas enzimas. Tendo em vista estes aspectos, nossa hipótese é que a inibição seletiva das CAs pelo Indisulam em linhagens celulares pediátricas, deverá promover a redução da capacidade de proliferação e promover o aumento da apoptose. Se nossa hipótese for confirmada, CAs 9 e 12, além de constituírem interessante ferramenta para estudo do efeito fisiológico, patológico e molecular dessas CAs no GB, podem representar importante alvo terapêutico. Assim, no presente projeto pretende-se avaliar os efeitos do tratamento de linhagens celulares de GB pediátrico, com Indisulam, por meio de ensaios funcionais in vitro.