Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da catequina EGCG na montagem do complexo Hsp90: co-chaperonas

Processo: 14/15432-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Lisandra Marques Gava Borges
Beneficiário:Carolina Colleti
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50161-8 - Estudo da estrutura e função da chaperona Hsp90 com ênfase no seu papel em homeostase celular, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):16/01603-9 - Determinação da interação física requerida na montagem do complexo R2TP usando técnicas biofísicas e bioquímicas, BE.EP.IC
Assunto(s):Chaperonas moleculares   Proteínas   Calorimetria   Dicroísmo circular

Resumo

Proteínas são as mais versáteis e complexas biomoléculas e desempenham um papel ativo na grande maioria dos processos biológicos, para exercerem sua função dentro da célula precisam assumir sua forma nativa, ou seja, devem estar corretamente enoveladas. Para atingir esse enovelamento certas proteínas contam com a participação de chaperonas moleculares, também designadas de proteínas de choque térmico (Heat Shock Protein - Hsp). Essas chaperonas apresentam diversas funções além do auxílio no enovelamento proteico, como função de propiciar a translocação de proteínas para organelas; atuar como um sistema de qualidade enviando proteínas para a degradação; também podem atuar na transdução de sinal assim como ativar ou inativar moléculas de sinalização. A Hsp90 é uma chaperona molecular altamente conservada e amplamente distribuída que tem enorme importância devido ao elevado número de proteínas clientes ou interatores (mais de 300); além disso está envolvida no mecanismo causador ou mantenedor de várias doenças como, por exemplo, diversos tipos de câncer e doenças neurodegenerativas como Parkinson ou Alzheimer. Assim, fica evidente o potencial terapêutico que a Hsp90 humana possui, o que faz dela um excelente alvo de investigação principalmente no que concerne aos seus mecanismos de interação molecular e principalmente inibição. Seguindo essa linha de estudo é escopo desse projeto de pesquisa de iniciação científica avaliar as interações entre a Hsp90 humana e as co-chaperonas Hop e Tom70 e principalmente os efeitos do ligante/inibidor EGCG, a principal catequina do chá verde, em busca de informações dos mecanismos moleculares envolvidos nessa inibição e seus possíveis efeitos nas montagens de complexos chaperona:co-chaperona. Para atingir tais objetivos serão aplicadas técnicas de espectroscopia e calorimetria. (AU)