Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação entre desempenho de memória e alterações estruturais em ressonância magnética em pacientes com epilepsia associada à esclerose mesial temporal unilateral

Processo: 14/12765-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Luiz Henrique Martins Castro
Beneficiário:Caio Henrique Zacchi Martucci
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ressonância magnética   Neurologia   Epilepsia do lobo temporal   Memória (psicologia)

Resumo

A epilepsia do lobo temporal associada à esclerose de hipocampo unilateral é a forma mais prevalente de epilepsia focal e está associada a prejuízo cognitivo, principalmente no tocante à memória. Além disso, diferentes padrões de déficits de memória estão especificamente associados a lesões de cada hemisfério cerebral, com prejuízos da memória verbal e não verbal associados a lesões a esquerda e a direita, respectivamente. Este padrão de lateralização da memória quanto ao seu material é a base do conceito da memória material-específico e os referidos prejuízos de memória material-específico são bem conhecidos na literatura internacional. Contudo, há poucos estudos acerca da associação entre alterações de volumetria e de substância branca e os diferentes estágios necessários para a integridade da memória (aprendizado e evocação). Este estudo busca verificar a presença da referida associação utilizando-se de Ressonância Magnética Estrutural e Imagem por Tensor de Difusão e testes neuropsicológicos. O estudo envolve dados obtidos de 60 pacientes com epilepsia associada à esclerose de hipocampo unilateral e 30 controles. (AU)