Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de paleossolos e sedimentos para definir a evolução paleoambiental do Grupo Bauru nas áreas de Marília e Monte Alto (São Paulo)

Processo: 14/13297-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Giorgio Basilici
Beneficiário:Emerson Ferreira de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Paleossolos   Sedimentos   Paleoambientes   Marília (SP)   Monte Alto (SP)

Resumo

A Bacia Bauru se formou a partir do processo termo-litostático ocorrido após acúmulo de quase 2.000m de derrames basálticos da Formação Serra Geral, essa bacia sedimentar ocupa uma área de aproximadamente 370.000 km², se distribuindo no centro-oeste do estado de São Paulo, partes dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e Paraná. Na referida Bacia é possível encontrar diversos afloramentos de paleossolos, em especial na unidade litoestragráfica denominada formação Marília da parte superior do Grupo Bauru cujo processos paleopedogenéticos podem corresponder em determinados locais cerca de 80% de composição da mesma. Paleossolos podem ser representados por um corpo geológico que se encontra nas sucessões sedimentares e corresponde a um solo enterrado coberto por rochas ou por outros paleossolos mais recentes capaz de registrar todas as condições ambientais que ocorreram acima ou pouco abaixo da sua superfície e suas relativas mudanças. Este projeto de pesquisa tem como objetivo principal realizar a reconstrução paleoambiental da porção superior do Grupo Bauru, interpretando os fatores que permitiram a construção dos corpos geológicos. As características sedimentológicas e paleopedogenéticas das unidades litoestrátigráficas do Grupo Bauru possuem informações paleoambientais que podem auxiliar em estudos do cretáceo superior sendo possível inferir aspectos como paleoprecipitação, paleotemperatura, comunidades biológicas que viveram em tal ambiente a fim de reconstituir o paleoambiente e poder realizar estimativas da evolução climática e geológica na parte Centro-Sul do Brasil. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BASILICI, GIORGIO; DAL' BO, PATRICK FUHR; DE OLIVEIRA, EMERSON FERREIRA. Distribution of palaeosols and deposits in the temporal evolution of a semiarid fluvial distributary system (Bauru Group, Upper Cretaceous, SE Brazil). SEDIMENTARY GEOLOGY, v. 341, p. 245-264, JUL 15 2016. Citações Web of Science: 11.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.