Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de loops de ghost divergentes na presença de quarks dinâmicos

Processo: 14/16247-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Arlene Cristina Aguilar
Beneficiário:Clara Teixeira Figueiredo
Instituição-sede: Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Equações de Schwinger-Dyson   Funções de Green   Cromodinâmica quântica   Quark   Glúons

Resumo

Neste projeto vamos analisar certos comportamentos característicos que estão codificados em algumas funções de Green fundamentais da QCD. Basicamente queremos rastrear quais são as consequências geradas no propagador do gluon e no vértice de três gluons, devido ao fato de que os campos de ghost permanecem sem massa na região não-perturbativa da QCD. Recentemente, estudos realizados para uma teoria de Yang-Mills pura (sem campos de quarks) mostraram que os loops de ghost, que contribuem para as funções de Green acima mencionadas, exibem uma divergência infravermelha semelhante às encontradas no tratamento puramente perturbativo, enquanto que as divergências perturbativas dos loops gluônicos são curadas pela geração de uma massa efetiva para o gluon, que acontece no regime não-perturbativo da teoria. Em quatro dimensões, estas divergências são de natureza logarítmicas, causando, assim, um impacto leve no comportamento das funções de Green de interesse. Já em d = 3 estas divergências são lineares, o que implica em um aumento significativo de seus efeitos. No caso do propagador gluon, estes efeitos não interferem com a sua finitude na região dos baixos momentos, mas fazem com que a sua primeira derivada divirja na origem. Além disso, observamos o surgimento de um máximo no propagador do gluon na região de baixos momentos. O vértice de três glúons também é afetado, induzindo um comportamento divergente que claramente aparece em algumas configurações cinemáticas especiais que geralmente são empregadas nas simulações de rede. Utilizando as Equações de Schwinger-Dyson, vamos estudar se estes efeitos acima descritos persistem ou não e como eles são modificados quando incluímos os campos de quark na teoria. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AGUILAR, A. C.; BINOSI, D.; FIGUEIREDO, C. T.; PAPAVASSILIOU, J. Unified description of seagull cancellations and infrared finiteness of gluon propagators. Physical Review D, v. 94, n. 4 AUG 3 2016. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FIGUEIREDO, Clara Teixeira. Mecanismos e consequências da geração de massa dinâmica para o gluon. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Física Gleb Wataghin.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.