Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da exposição in útero à betametasona sobre a instalação da puberdade e aspectos reprodutivos de Ratas Wistar

Processo: 14/13660-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Wilma de Grava Kempinas
Beneficiário:Tainá Louise Pacheco
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Betametasona   Ovário

Resumo

Os glicocorticóides são potentes fármacos de ação anti-reumática, anti-inflamatória e imunossupressora, além de serem os medicamentos de escolha para terapia antenatal, promovendo o amadurecimento pulmonar fetal e assim diminuindo a incidência de síndrome de angústia respiratória, mortalidade e morbidade neonatal, com destaque ao glicocorticóide betametasona. Estudos realizados em parceria com o nosso laboratório demonstraram que a exposição pré-natal a este fármaco promoveu alterações nos níveis de testosterona e em parâmetros espermáticos da prole masculina, entretanto são escassos os estudos sobre a prole feminina. Desta maneira, o objetivo do presente trabalho é realizar estudo sobre as possíveis alterações na instalação da puberdade e nos parâmetros reprodutivos, com ênfase sobre a fertilidade, de ratas Wistar causadas pela exposição in utero à betametasona. Para tanto, ratas prenhes serão alocadas em grupo controle e tratado com 0,1mg/kg de betametasona nos dias gestacionais 12,13,18 e 19. Os filhotes fêmeas da primeira geração serão avaliados: peso da ninhada ao nascimento, determinação da distância anogenital, contagem de aréolas/mamilos, idade de abertura vaginal e primeiro estro (indicadores da instalação da puberdade), peso e análise histológica dos ovários aos 75 dias de idade, peso do fígado, rins, hipófise e adrenal, dosagens hormonais, regularidade do ciclo estral, comportamento sexual e fertilidade após acasalamentos naturais. O tema do projeto é atual e de grande relevância, considerando-se a grande utilização deste fármaco em terapias maternas com risco de parto prematuro e devido à conhecida ação dos glicocorticóides sobre a programação fetal. Além de gerar novos conhecimentos, pretende-se preparar recursos humanos qualificados em toxicologia da reprodução.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ACEVEDO-RODRIGUEZ, A.; KAUFFMAN, A. S.; CHERRINGTON, B. D.; BORGES, C. S.; ROEPKE, T. A.; LACONI, M. Emerging insights into hypothalamic-pituitary-gonadal axis regulation and interaction with stress signalling. Journal of Neuroendocrinology, v. 30, n. 10, SI OCT 2018. Citações Web of Science: 8.
ADRIANA ABRUZZESE, GISELLE; CRISOSTO, NICOLAS; KEMPINAS, WILMA DE GRAVA; SOTOMAYOR-ZARATE, RAMON. Developmental programming of the female neuroendocrine system by steroids. Journal of Neuroendocrinology, v. 30, n. 10, SI OCT 2018. Citações Web of Science: 2.
BORGES, CIBELE S.; PACHECO, TAINA L.; GUERRA, MARINA T.; BARROS, ALINE L.; SILVA, PATRICIA V.; MISSASSI, GABRIELA; DA SILVA, KATIUSSIA PINHO; ANSELMO-FRANCI, JANETE A.; PUPO, ANDRE S.; KEMPINAS, WILMA DE G. Reproductive disorders in female rats after prenatal exposure to betamethasone. JOURNAL OF APPLIED TOXICOLOGY, v. 37, n. 9, p. 1065-1072, SEP 2017. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.