Busca avançada
Ano de início
Entree

Projeto de pesquisa para bolsa estágio pesquisa no Exterior (BEPE) vinculado ao projeto de tese "de Reims a Varennes: as linguagens da autoridade política na França revolucionária"

Processo: 14/17659-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 05 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 04 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Teoria Política
Pesquisador responsável:Bernardo Ricupero
Beneficiário:Roberta Kelly Soromenho Nicolete
Supervisor no Exterior: Frédéric Brahami
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université de Franche-Comté (UFC), França  
Vinculado à bolsa:13/08974-4 - De Reims a Varennes: as linguagens da autoridade política na França revolucionária, BP.DR
Assunto(s):Democracia   Revolução Francesa

Resumo

Este estágio de pesquisa no exterior é parte prevista do projeto de pesquisa De Reims a Varennes: as linguagens da autoridade política na França revolucionária, apresentado à Fapesp, em 2013. A distância entre Reims e Varennes, que fornece o título do nosso trabalho, é uma metáfora da erosão da linguagem absolutista durante o século XVIII e da concorrência entre os discursos de resistência às autoridades tradicionais e os que propuseram uma nova ordem de coisas, com base em fundamentos teóricos e abstratos. Entretanto, esses diferentes discursos e as distintas linguagens de que se compuseram não se encontram apenas, nem principalmente, nas conhecidas obras de teoria política que costumamos estudar e citar em nossos trabalhos acadêmicos. Para se ter conhecimento de como se expressam os atores políticos em disputa nesse cenário de crise, é preciso investigar um material de segunda ordem: panfletos, jornais, documentos administrativos e públicos que não constituem, a rigor, textos teóricos. Com efeito, apresentamos a importância desse material no desenvolvimento dos nossos argumentos centrais, sem o qual a hipótese interpretativa de nossa pesquisa, isto é, certa continuidade entre as linguagens políticas que circularam durante os eventos revolucionários, cujas origens remontam ao Antigo Regime, não se sustentaria. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.