Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do exercício resistido na cartilagem articular em modelo experimental de osteoartrite de joelho induzida pela transecção do ligamento cruzado anterior em ratos

Processo: 14/13705-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Claudia Muniz Renno
Beneficiário:Amanda Almeida Siqueira
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Cartilagem articular   Treinamento de força   Osteoartrite   Reabilitação (terapêutica médica)

Resumo

A osteoartrite (OA) de joelho vem sendo cada vez mais incidente na população mundial e o exercício físico tem se mostrado uma estratégia terapêutica eficaz para o restabelecimento da função física e melhora da qualidade de vida desses pacientes. Entretanto, os mecanismos de ação ativados por este recurso permanecem incertos. Assim, o objetivo deste estudo é avaliar os efeitos do exercício resistido sobre a cartilagem articular de joelho de ratos submetidos a um modelo experimental de osteoartrite induzida através da secção do ligamento cruzado anterior (TLCA). Serão utilizados 30 ratos da linhagem Wistar, machos, separados em 3 grupos (n=10): controle (GC); osteoartrítico (GO); osteoartrítico e submetidos ao protocolo de exercício resistido (GOL). O treinamento terá início 4 semanas após a cirurgia e consistirá em saltos em meio líquido à 32ºC: 4 séries de 10 saltos cada, com intervalos de 30 segundos entre as séries, 3 dias da semana, durante 8 semanas, com carga variando de 50 - 80% da massa corporal do animal. Para avaliação e comparação dos efeitos do treinamento serão realizadas análises morfológicas e morfométricas da cartilagem (celularidade, espessura, densidade de condrócitos e conteúdo de proteoglicanas) e expressão proteica de IL-1². Espera-se que os resultados deste projeto tragam significativa contribuição na elucidação dos mecanismos de ação acionados pelo exercício resistido, otimizando assim, a utilização dos mesmos na reabilitação de desordens degenerativas. (AU)