Busca avançada
Ano de início
Entree

Características clínicas e alterações estruturais em exames de ressonância magnética: importância para o desfecho da depressão em idosos

Processo: 14/05467-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Geraldo Busatto Filho
Beneficiário:Salma Rose Imanari Ribeiz Nery
Instituição-sede: Instituto de Psiquiatria Doutor Antonio Carlos Pacheco e Silva (IPq). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50010-0 - Prevenção e tratamento da depressão em idosos: um estudo de base populacional, AP.TEM
Assunto(s):Psiquiatria geriátrica   Idosos   Depressão   Neuroimagem

Resumo

A depressão está entre os principais distúrbios mentais no idoso e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), atualmente a depressão está entre as dez maiores causas de sobrecarga de doença no mundo e em 2030 será a maior causa de sobrecarga de doença. O tratamento bem-sucedido da depressão é uma das formas mais efetivas de reduzir o prejuízo no funcionamento geral, prevenir morbidade e melhorar a qualidade de vida. De forma geral, cerca de 30% dos idosos deprimidos atendidos na atenção primária alcançam a remissão dos sintomas depressivos. Um estudo que investigue possíveis fatores preditores da resposta ao tratamento farmacológico poderá auxiliar na compreensão da fisiopatologia da depressão em idosos e na implementação de medidas que melhorem o prognóstico dos pacientes. O principal objetivo desse estudo é investigar fatores associados à resposta ao tratamento farmacológico da depressão (idade de início da depressão, características psicopatológicas, comorbidades clínicas, perfil cognitivo, características genéticas e alterações cerebrais). Trata-se de um estudo com desenho híbrido, no qual faremos inicialmente uma comparação caso-controle (120 pacientes com depressão maior e 100 idosos controles), seguida por um seguimento prospectivo dos pacientes idosos deprimidos (n=120), submetidos a um ensaio clínico naturalístico. Os pacientes serão submetidos a um algoritmo de tratamento para depressão em idosos durante 18 meses. Serão avaliados traços da personalidade, testes neuropsicológicos, polimorfismos genéticos e alterações estruturais em exames de ressonância magnética. Dessa forma, será possível identificar quais fatores podem predizer melhor resposta ao tratamento farmacológico dos idosos deprimidos, resultando em maior efetividade do tratamento da depressão nessa faixa etária. Além disso, a efetividade da aplicação do algoritmo nessa amostra maior de idosos deprimidos poderá ser avaliada. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALEXANDRINO-SILVA, CLOVIS; RIBEIZ, SALMA ROSE; FRIGERIO, MARIA BEATRIZ; BASSOLLI, LUCAS; ALVES, TANIA FERRAZ; BUSATTO, GERALDO; BOTTINO, CASSIO. Prevention of depression and anxiety in community-dwelling older adults: the role of physical activity. ARCHIVES OF CLINICAL PSYCHIATRY, v. 46, n. 1, p. 14-20, JAN-FEB 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.