Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem da qualidade de água em microbacias agrícolas tropicais

Processo: 14/19093-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 12 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 26 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Vettorazzi
Beneficiário:Kaline de Mello
Supervisor no Exterior: Timothy O. Randhir
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Massachusetts, Amherst (UMass Amherst), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/03586-6 - Conservação de áreas florestais na manutenção da qualidade da água de bacias hidrográficas, BP.DR
Assunto(s):Bacia hidrográfica

Resumo

A cobertura da terra e as práticas de manejo são considerados os principais fatores responsáveis pelas alterações no sistema hidrológico, que levam a mudanças no escoamento superficial bem como na qualidade da água. A cobertura florestal, em especial, pode exercer um papel muito importante sobre os ciclos biogeoquímicos das bacias hidrográficas. Modelos matemáticos são utilizados na gestão dos recursos hídricos de forma a orientar a tomada de decisão e melhorar a compreensão do sistema da bacia hidrográfica. Os modelos hidrológicos podem ser utilizados para modelar e estudar diferentes bacias em diferentes escalas, e entre outros aspectos, eles permitem entender as cargas de nutrientes e perdas de sedimentos. Essas informações são importantes para a compreensão do impacto do uso e cobertura da terra na qualidade da água superficial e contribui para a gestão das bacias hidrográficas. Nesse sentido esse projeto tem como objetivo a calibração e validação de um modelo hidrológico para qualidade da água e vazão de microbacias agrícolas tropicais. Para tanto, os dados de vazão e de qualidade da água foram coletados entre os anos de 2013 e 2014 em seis microbacias com diferentes porcentagens de cobertura florestal, em uma área rural do bioma Mata Atlântica no Estado de São Paulo, Brasil. Para os dados de entrada no modelo, serão utilizadas as seguintes informações: Modelo Digital de Elevação com resolução de 5m, dados climáticos de uma estação climática perto da área de estudo, mapa de uso e cobertura da terra elaborado com base em digitalização em tela de imagem SPOT com 1:8000 de escala, mapa de solos e dados de manejo das culturas. A vazão, concentração de nutrientes (fósforo e nitrogênio), turbidez, material particulado orgânico e inorgânico serão utilizados para a calibração em duas escalas: a bacia hidrográfica e zona ripária - Área de Preservação Permanente (APP). O modelo vai ser testado em ambas as escalas para cada variável de qualidade da água. Os resultados indicam informações importantes sobre as perdas de sedimentos e cargas de nutrientes nas bacias hidrográficas e pode gerar informações sobre as melhores estratégias para a gestão de bacias hidrográficas, priorizando a manutenção da qualidade da água. Também serão executadas simulações de cenários futuros com incremento e diminuição da cobertura florestal para análise da resposta na qualidade da água, principalmente com relação à restauração e degradação das APP. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE MELLO, KALINE; RANDHIR, TIMOTHY O.; VALENTE, ROBERTA AVERNA; VETTORAZZI, CARLOS ALBERTO. Riparian restoration for protecting water quality in tropical agricultural watersheds. ECOLOGICAL ENGINEERING, v. 108, n. B, p. 514-524, NOV 2017. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.