Busca avançada
Ano de início
Entree

Natureza em construção: racionalidades e discursos sobre a Represa do Lobo/Broa

Processo: 14/15607-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Rodrigo Constante Martins
Beneficiário:Raiza Campregher
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Sociologia ambiental   Conflito social   Conflitos ambientais   Meio ambiente   Recursos hídricos   Represas   Itirapina (SP)

Resumo

A emergência da moderna questão ambiental, a partir da década de 1960, representou mudanças significativas na maneira com que as sociedades percebem o meio ambiente, em especial através das suas representações sociais. Nesse sentido, o presente trabalho compreende as questões ambientais como construções sociais que dependem da atuação de agentes sociais específicos, dentre os quais a ciência tem papel fundamental. As representações sociais do meio ambiente, por sua vez, são também fruto de diferentes interações com o espaço. Assim, o projeto em tela pretende interpretar as representações sociais atribuídas a Represa do Lobo/Broa por diferentes grupos sociais, dentre eles: os cientistas, os moradores, os turistas e os empreendedores do turismo, e o poder público. Considerando que tais representações são produtos históricos, o projeto também propõe entender as transformações dessas representações ao longo do tempo, além de compreender como tais representações se formam e são hierarquizadas no contexto das práticas sociais. Para a realização da pesquisa serão utilizados métodos qualitativos de pesquisa social, dentre eles pesquisa bibliográfica e documental e entrevistas semiestruturadas. (AU)