Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da Diacereína e vitamina E sobre fibras musculares distróficas de camundongos mdx

Processo: 14/01970-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Elaine Minatel
Beneficiário:Rafael Dias Mâncio
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Estresse oxidativo   Inflamação   Vitamina E   Fisiopatologia

Resumo

Processo inflamatório intenso e estresse oxidativo são fatores que contribuem para a fisiopatogênese das fibras musculares distróficas. Dentre os mecanismos envolvidos na resposta inflamatória na distrofia muscular de Duchenne (DMD) e no camundongo mdx (modelo experimental da DMD), destaca-se a via de sinalização do fator de NF-ºB, cuja principal via de atuação é a ativação de citoquinas pró-inflamatórias como o fator de necrose tumoral alfa (TNF-±) e interleucina IL-1². Em adição, as espécies reativas de oxigênio (EROs) também têm sido relacionadas à ativação do fator NF-ºB nas fibras musculares distróficas. Diante do exposto, no presente projeto levantamos a hipótese que o tratamento em conjunto do antiinflamatório Diacereína com o antioxidante Vitamina E pode apresentar potencial efeito terapêutico sobre as fibras musculares distróficas dos camundongos mdx. Estudos demonstraram que diacereína inibe a síntese e atividade de citocinas pró-inflamatórias, tais como TNF-±, IL-6 e a IL-1², enquanto que a Vitamina E previne eficientemente a peroxidação lipídica de membrana. Para verificar a hipótese, serão utilizados camundongos das linhagens C57BL/10 (grupo controle) e camundongos mdx, com 14 dias de vida pós-natal. Os camundongos mdx e C57BL/10 serão divididos em 4 grupos experimentais: tratados com salina, tratados com Diacereína, tratados com Vitamina E e/ou com a associação de Diacereína e Vitamina E. Todos os animais serão submetidos à análise de medida de força antes e após o tratamento. Amostras de sangue serão utilizadas para determinação de creatina quinase (CK) e quantificação de TNF-±, IL-1² e IL-6. Os músculos Esternomastóideo (STN), Diafragma (DIA) e Tibial Anterior (TA) serão retirados e submetidos às técnicas morfológicas (para quantificação de fibras regeneradas e em degeneração; área de inflamação e lipofuscina), Western Blotting (TNF-±, NF-ºB, IL-1², IL-6 e 4-HNE); determinação da atividade enzimática da GPx, GR e SOD e da glutationa oxidada e reduzida por cromatografia líquida de ultra eficiência. Os resultados obtidos serão submetidos à análise estatística. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HERMES, TULIO DE ALMEIDA; MANCIO, RAFAEL DIAS; MACEDO, ALINE BARBOSA; MIZOBUTI, DANIELA SAYURI; DA ROCHA, GUILHERME LUIZ; ALVES CAGNON, VALERIA HELENA; MINATEL, ELAINE. Tempol treatment shows phenotype improvement in mdx mice. PLoS One, v. 14, n. 4 APR 22 2019. Citações Web of Science: 0.
MANCIO, RAFAEL DIAS; HERMES, TULIO DE ALMEIDA; MACEDO, ALINE BARBOSA; MIZOBUTI, DANIELA SAYURI; VALDUGA, AMANDA HARDUIM; RUPCIC, IAN FELLER; MINATEL, ELAINE. Vitamin E treatment decreases muscle injury in mdx mice. NUTRITION, v. 43-44, p. 39-46, NOV-DEC 2017. Citações Web of Science: 2.
MANCIO, RAFAEL DIAS; HERMES, TULIO DE ALMEIDA; MACEDO, ALINE BARBOSA; MIZOBUTI, DANIELA SAYURI; RUPCIC, IAN FELLER; MINATEL, ELAINE. Dystrophic phenotype improvement in the diaphragm muscle of mdx mice by diacerhein. PLoS One, v. 12, n. 8 AUG 7 2017. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.