Busca avançada
Ano de início
Entree

A estrutura da paisagem influencia abelhas nativas e a polinização do café nos trópicos?

Processo: 14/15200-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 24 de setembro de 2014
Vigência (Término): 29 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Jean Paul Walter Metzger
Beneficiário:Fernanda Teixeira Saturni
Supervisor no Exterior: Wolfgang W. Weisser
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Technische Universität München, Weihenstephan (TUM), Alemanha  
Vinculado à bolsa:13/17161-7 - Diversidade de polinizadores e efetividade da polinização do café em paisagens com diferentes coberturas florestais, BP.MS
Assunto(s):Polinização   Ecologia da paisagem

Resumo

Vários estudos estão sendo conduzidos a fim de relacionar serviços ecossistêmicos e conservação da biodiversidade. A polinização de culturas agrícolas é um importante serviço ecossistêmico prestado em todo o mundo por polinizadores, especialmente as abelhas. Estudos têm mostrado que a presença de abelhas resulta num aumento da produção de muitas colheitas, incluindo o café. No entanto, os mecanismos que determinam a efetividade da polinização em uma escala espacial mais ampla ainda são desconhecidos. Para explorar essas relações, como parte de uma dissertação de mestrado, avaliamos como a composição da paisagem (especialmente cobertura florestal e cobertura de café) e a configuração da paisagem (distância do fragmento florestal mais próximo) afetam a polinização do café (Coffea arabica). Nosso estudo foi realizado em nove paisagens (11.280 ha total), abrangendo plantações cercadas por diferentes quantidades de remanescentes de Mata Atlântica (12-53%). Usando experimentos de exclusão floral, avaliamos a efetividade da polinização em 15 pés de café por paisagem. Também estimamos riqueza e abundância de visitantes florais com coletas em flores de café com redes entomológicas. A efetividade da polinização foi medida através da contagem e pesagem da frutificação. A presença de polinizadores aumentou significativamente a formação dos frutos, elevando-se o número de frutos (23,7% de aumento), bem como a sua massa (6,7% de aumento no peso seco). Considerando os dados acima, ainda há necessidade de avaliar o efeito da estrutura e composição da paisagem sobre a comunidade de polinizadores e a efetividade da polinização do café. A fim de preencher esta lacuna, o presente projeto BEPE visa (1) testar este efeito através de modelos mistos (GLMM) e (2) expandir as possibilidades de interpretação dos resultados através de discussão com grupo de pesquisa altamente qualificado. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.