Busca avançada
Ano de início
Entree

Depósitos de grandes rios na região do Rio Solimões, Amazônia Brasileira: evolução no Neogeno e seu papel como barreiras biogeográficas

Processo: 14/09800-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 17 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Renato Paes de Almeida
Beneficiário:André Marconato
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50260-6 - Estruturação e evolução da biota amazônica e seu ambiente: uma abordagem integrativa, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Sedimentologia

Resumo

A origem e evolução da grande biodiversidade da Amazônia é um dos principais temas interdisciplinares que dependem de estudos de sedimentologia fluvial. Dentre as principais hipóteses sobre os padrões de diversidade da biota amazônica, a hipótese de barreiras fluviais como mecanismo de isolamento e especiação destaca-se como uma das mais frequentemente adotadas. De acordo com essa hipótese, o desenvolvimento de grandes rios promove a divisão de populações e limita sua troca genética, causando o surgimento de novas espécies. Estudos evolutivos sugerem uma cronologia para o desenvolvimento de barreiras fluviais na Amazônia durante o Quaternário, após modificações paleogeográficas e climáticas durante o Mioceno e Plioceno. A escassez de estudos detalhados sobre as sucessões fluviais do Neógeno e particularmente do Pleistoceno impedem a avaliação independente desses estudos evolutivos e limita as reconstituições paleogeográficas para a Amazônia a quadros gerais com pouca aplicação no teste de hipóteses específicas. Adicionalmente, modelos paleogeográficos para a Amazônia desde o Mioceno consideram a presença de um grande lago na região do antepaís, drenado por um sistema fluvial axial fluindo para norte e colmatado, em algum momento do Neógeno, pela progradação de megaleques derivados dos Andes. Esse evento de colmatação estabeleceria, assim, o início do padrão de drenagens transcontinentais atual e consequentemente das grandes barreiras fluviais. Além disso, daria início, pelo fim das barreiras lacustres ou fluviais entre o leste e o oeste, aos ciclos de invasão de espécies de maior altitude durante os eventos de clima mais frio na Amazônia, considerados por alguns autores como de grande importância para a biodiversidade atual. O presente projeto pretende contribuir para o estudo interdisciplinar da evolução da biota e seu ambiente na Amazônia, com a coleta e interpretação de dados sedimentológicos de alvos selecionados da planície aluvial amazônica na região do médio Solimões, integrados a datação por Luminescência Oticamente Estimulada. O foco principal do projeto é o desenvolvimento de modelos mais detalhados sobre a evolução da planície amazônica, confrontados com hipóteses de evolução de barreiras fluviais levantadas por estudos de biologia evolutiva. A presente proposta integra-se ao Projeto Temático "Estruturação e evolução da Biota Amazônica e seu ambiente: uma abordagem integrativa" (FAPESP-BIOTA-NSF DIMENSIONS) Processo 2012/50260-6, com vigência Março de 2014 a Agosto de 2017, do qual o supervisor da proposta é pesquisador principal. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ALMEIDA, RENATO PAES; GALEAZZI, CRISTIANO PADALINO; FREITAS, BERNARDO TAVARES; JANIKIAN, LILIANE; LANNIRUBERTO, MARCO; MARCONATO, ANDRE. Large barchanoid dunes in the Amazon River and the rock record: Implications for interpreting large river systems. Earth and Planetary Science Letters, v. 454, p. 92-102, NOV 15 2016. Citações Web of Science: 8.
TAMURA, LARISSA NATSUMI; DE ALMEIDA, RENATO PAES; TAIOLI, FABIO; MARCONATO, ANDRE; JANIKIAN, LILIANE. Ground Penetrating Radar investigation of depositional architecture: the Sao Sebastiao and Marizal formations in the Cretaceous Tucano Basin (Northeastern Brazil). BRAZILIAN JOURNAL OF GEOLOGY, v. 46, n. 1, p. 15-27, MAR 2016. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.