Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da expressão de fatores de transcrição em células de linhagem odontoblástica expostas ao hormônio paratireóideo (PTH)

Processo: 14/17106-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Gustavo Narvaes Guimarães
Beneficiário:Júlia Dias Silvestri Vaz Pinto
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Dentinogênese   Hormônios paratireóideos   Cultura de células   Odontoblastos   Proteína quinase C   Fatores de transcrição

Resumo

A dentinogênese é um processo complexo, onde os odontoblastos inicialmente secretam uma matriz orgânica rica em colágeno, a qual vai gradativamente se tornando mineralizada com a deposição de cristais de hidroxiapatita. Muitas proteínas não colágenas sintetizadas pelos odontoblastos são responsáveis por promover e regular a mineralização das fibras colágenas e o crescimento dos cristais de hidroxiapatita. O controle da expressão destas proteínas é exercido por diversos fatores de transcrição envolvidos em múltiplas vias de sinalização durante o processo de dentinogênese. O hormônio paratireóideo (PTH) é o principal regulador da homeostase dos íons cálcio no organismo. Já foi demonstrado que alterações nos níveis séricos de PTH levam a uma anormal formação de dentina e que, a administração intermitente de PTH causa um aumento da taxa de aposição dentinária, microdureza e concentração de Cálcio e Fósforo na dentina de incisivos em camundongos. Em estudos prévios, nós demonstramos que o PTH modula a mineralização, expressão gênica, apoptose e proliferação de células de linhagem odontoblástica (MDPC-23) em um modo dependente do tempo de exposição. Além disso, a modulação proliferativa e apoptótica induzida por PTH foi mediada diferentemente pelas vias de sinalização PKA e PKC. No presente projeto, nós propomos investigar in vitro a expressão dos fatores de transcrição Runx2, Osterix, Twist1 e Klf4 em células de linhagem odontoblástica (MDPC-23) expostas ao hPTH (1-34) por diferentes tempos, e se essa modulação é mediada pelas vias de sinalização PKA e PKC.