Busca avançada
Ano de início
Entree

Monitoramento contínuo de oscilações de Bloch de átomos ultra-frios para aplicação em gravimetria

Processo: 14/12952-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Atômica e Molecular
Pesquisador responsável:Philippe Wilhelm Courteille
Beneficiário:Raul Celistrino Teixeira
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/04162-5 - Desenvolvimento de sensores quânticos com átomos ultrafrios, AP.TEM
Assunto(s):Átomos ultrafrios   Condensado de Bose-Einstein   Sensor quântico   Gravimetria   Eletrodinâmica quântica em cavidades

Resumo

Propomos estudar experimentalmente oscilações de Bloch de átomos ultrafrios em uma rede óptica unidimensional vertical sob a ação da aceleração gravitacional. Os átomos também interagem com uma cavidade óptica anular bombeada por luz em uma direção, cujo braço vertical é colinear com a rede óptica. Em certos regimes de parâmetros, o feedback fornecido pelo campo de luz na cavidade para a rede óptica estabiliza as oscilações de Bloch através de um mecanismo de travamento de modo e gera pulsos periódicos de luz emitidos para o modo contrapropagante da cavidade. Enquanto os pulsos de luz fornecem um monitor não-destrutivo da dinâmica, o travamento de modo força os átomos para a banda de Bloch fundamental, remove o ruído e mesmo suprime defasagem devido às interações interatômicas. Todas essas características podem ser cruciais para futuras melhorias conceptuais de gravímetros atômicos baseados no monitoramento de oscilações de Bloch.O pós-doutor construirá o experimento, detetará e caracterizará o efeito de travamento de modo e confirmará a viabilidade do esquema de monitoramento contínuo. O experimento será operado com átomos de estrôncio ultrafrios excitados na sua linha estreita de intercombinação, o que permitirá atingir o regime de acoplamento forte com uma cavidade anular macroscópica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa:
Acelerações quânticas 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.