Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de parâmetros morfológicos e epigenéticos na glândula mamária da progênie feminina de ratas expostas à ração deficiente ou suplementada em selênio durante a gestação

Processo: 14/18500-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Thomas Prates Ong
Beneficiário:Mariana Papaléo Rosim
Supervisor no Exterior: Leena Hilakivi-Clarke
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Georgetown University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/16368-1 - Nutrição materna e programação fetal do câncer: influência da deficiência ou suplementação com selênio durante o período gestacional de ratas na suscetibilidade da progênie feminina à carcinogênese mamária, BP.DD
Assunto(s):Nutrigenômica   Neoplasias mamárias   Nutrição da mãe   Desenvolvimento fetal   Epigênese genética   Selênio

Resumo

O câncer de mama é considerado um problema de saúde pública, representando uma das maiores causas de morte em mulheres, tanto no Brasil como Nos EUA. Componentes da dieta vem sendo identificados como importantes moduladores do risco de desenvolvimento de câncer de mama. Baseado em estudos epidemiológicos e estudos utilizando modelos animais, o micronutriente essencial selênio (Se) destaca-se como fator associado à redução do risco de câncer de mama. Essa neoplasia pode ter sua origem no inicio do desenvolvimento e, nesse sentido, a dieta materna poderia ter importantes implicações na programação fetal dessa doença pela alteração no desenvolvimento de "terminal end buds", estruturas alvo na iniciação da carcinogênese. Além disso, a desregulação de processos epigenéticos no início da vida por fatores da dieta poderiam causar mudanças permanentes no padrão de expressão de genes envolvidos no controle da proliferação, sobrevivência e diferenciação celular, que estão relacionados ao desenvolvimento do câncer. O selênio foi capaz de modular a alteração de processos epigenéticos no câncer, incluindo metilação do DNA e modificações pós traducionais em histonas. Com o objetivo de avaliar se diferenças na concentração de selênio na dieta materna poderiam modular o risco de desenvolvimento de câncer de mama na progênie feminina, conduziu-se ensaio biológico no qual ratas foram alimentadas com ração contendo 0,15 (CO), 1,0 (SUP) ou 0,05 (DEF) ppm de selênio durante o período gestacional e a prole feminina submetida à carcinogênese mamária quimicamente induzida por DMBA (Bolsa DD, Proc. FAPESP 2011/16368-1). Animais do grupo SUP apresentaram menor suscetibilidade à carcinogênese mamária, enquanto o grupo DEF apresentou aumento na suscetibilidade. Visto que dietas com diferentes concentrações de Se durante a gestação foram responsáveis pela modulação do risco de câncer de mama na vida adulta da prole feminina, considera-se importante a análise de mecanismos celulares e moleculares/epigenéticos envolvidos na programação. Assim, o objetivo do presente projeto BEPE é avaliar a morfologia da glândula mamária e aspectos moleculares, incluindo epigenéticos, da prole feminina de ratas expostas à deficiência ou suplementação com Se durante a gestação. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.