Busca avançada
Ano de início
Entree

Tamanho populacional, razão sexual e ocupação da paisagem de uma população de mutum-do-sudeste (Crax blumenbachii SPIX, 1825) reintroduzida em uma reserva privada do sudeste do Brasil

Processo: 14/17752-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 24 de novembro de 2014
Vigência (Término): 23 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Adriano Garcia Chiarello
Beneficiário:Joana Carvalhaes Borba de Araujo
Supervisor no Exterior: Steven R. Beissinger
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Berkeley (UC Berkeley), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/08009-7 - Tamanho populacional, razão sexual e ocupação da paisagem de uma população de mutum-do-sudeste (Crax blumenbachii Spix, 1825) reintroduzida na RPPN fazenda Macedônia, Ipaba, mg, BP.MS
Assunto(s):Cracidae

Resumo

Ameaças como perda de habitat, fragmentação e caça têm levado muitas populações vulneráveis à extinção. Entre as estratégias para recuperar uma espécie ameaçada, a reintrodução pode ser uma alternativa válida, especialmente quando as populações remanescentes encontram-se isoladas geograficamente. Após a reintrodução, é de suma importância que seja conduzido um monitoramento da população para verificar o sucesso do programa; entretanto, pouco tem sido publicado a respeito, o que pode estar relacionado a problemas de amostragem inerentes a animais raros e elusivos. Devido ao seu alto nível de biodiversidade, o Brasil detém uma parcela considerável de responsabilidade em se tratando da conservação de aves, o que ressalta a urgência em aprimorar nossa habilidade de pesquisar espécies desse grupo, particularmente as mais raras. O mutum-do-sudeste (Crax blumebachii), ave endêmica da Mata Atlântica e ameaçada de extinção, figura como um interessante modelo para investigar questões relativas à reintrodução. Este cracídeo foi reintroduzido pela primeira vez em 1990 em Ipaba, MG. Mais de 20 anos depois, pouco ainda se sabe sobre a população reintroduzida e mesmo sobre a espécie como um todo. O presente projeto foi proposto com a intenção de preencher esta lacuna, sendo o seu principal objetivo verificar a situação atual da população reintroduzida. Entretanto, devido à baixa densidade local da espécie, tem sido difícil obter um número de registros suficiente para os métodos de análise convencionais. Para lidar com esse desafio, a estudante solicita um intercâmbio com o Dr. Beissinger, da Universidade da Califórnia, o qual possui ampla experiência em modelagem de populações raras através de abordagens alternativas. O uso de abordagens mais flexíveis deverá nos permitir responder algumas importantes questões sobre a biologia do mutum-do-sudeste e sobre o status da população em questão. As análises que pretendemos fazer incluem estimar o tamanho populacional, densidade e razão sexual e investigar a ocupação da paisagem pelo mutum e seus requisitos ambientais. Outras análises poderão ser incorporadas ao projeto ao longo do estágio caso se mostrem viáveis. Se aprovado, este estágio representará para a estudante a oportunidade única de interagir com alguns do mais qualificados pesquisadores em conservação do mundo, elevando a qualidade deste projeto bem como propiciando uma excelente experiência profissional e uma maior rede de contatos científicos. (AU)