Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação da viremia primaveril da carpa, doença do sono da Koi, varíola da carpa, herpesvírus da Koi e Cyprinid herpesvírus 2 em kois (Cyprinus carpio) e kinguios (Carassius auratus) do Brasil

Processo: 14/19180-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 02 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Fabiana Pilarski
Beneficiário:Pedro Henrique de Oliveira Viadanna
Supervisor no Exterior: Thomas B. Waltzek
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Florida, Gainesville (UF), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/16454-8 - Epidemiologia e patologia de ciprinídeos infectados com herpesvírus 1, 2 e/ou 3, no Brasil, no período de 2012-2013, BP.DR
Assunto(s):Peixes   Doenças dos animais   Epidemiologia veterinária   Técnicas e procedimentos diagnósticos   Viroses em animais

Resumo

Carpa é o quarto peixe mais cultivado no Brasil, sendo as espécies Carassius auratus (kinguio) e Cyprinus carpio (carpa koi) as espécies de peixes ornamentais mais produzidas no Brasil, com mais de 3 milhões de espécimes por ano. A produção é ameaçada por doenças infecciosas. No mundo, as doenças virais são as mais importantes para a sanidade de ciprinídeos, sendo a viremia primaveril da carpa (SVC) e o koi herpesvirus (CyHV-3) as mais importantes. Menos importante, mais ainda sim um problema para as aquiculturas de ciprinídeos, são: herpesvirus da necrose hematopoiética (CyHV-2), varíola da carpa (CyHV-1) e o recém descoberto doença do sono da koi (vírus do edema da carpa, CEV). Objetivo: Diagnosticar as doenças virais: CyHV-1, CyHV-2, CyHV-3, SVC e CEV em kois e kinguios do Brasil. Os peixes foram coletados das maiores pisciculturas de carpas e kinguios ornamentais do Brasil. Foram coletados 50 espécimes de cada estado produtor, sendo a proporção carpa/kinguio proporcional à produção. O total de 207 peixes (105 koi e 102 kinguios) foram coletados. É um estudo epidemiológico, sendo o "n" determinado com 90% de confiança e para uma incidência de 45% de cada estado, sendo a incidência de 10% para o Brasil. Para realizar a identificação viral, será utilizado protocolos de PCR, de acordo com cada vírus. (AU)