Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do perfil e atividade enzimática do fluido dentinário humano

Processo: 14/12316-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 12 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Beneficiário:Polliana Mendes Candia Scaffa
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/22433-4 - Efeito protetor da película adquirida modificada, rica em proteínas contra os desafios erosivos e cariogênicos, BE.EP.PD
Assunto(s):Enzimas   Proteômica   Cárie dentária

Resumo

A destruição causada pelo processo de cárie pode ser acelerada ou limitada pelas respostas do complexo dentino-pulpar. O fluido dentinário é um componente importante nesse mecanismo, visto que forma um meio de comunicação entre a polpa e as diferentes regiões da dentina, permitindo o transporte de nutrientes e moléculas provenientes da polpa. A degradação da matriz dentinária é observada em processos fisiopatológicos, como na progressão da cárie. Acredita-se que haja uma participação das enzimas proteolíticas do próprio hospedeiro na degradação da matriz orgânica dentinária. Sendo assim, um maior entendimento sobre o mecanismo de degradação do colágeno, principal componente da matriz orgânica da dentina se faz necessário. Portanto, a presente proposta visa verificar a presença de diferentes classes de enzimas proteolíticas no fluido dentinário, para então, verificar um possível envolvimento dessas enzimas na progressão das lesões de cárie. A hipótese geral a ser testada considera que durante a progressão da cárie dentária, as enzimas proteolíticas possam ser transportadas via fluido dentinário, passando a degradar o colágeno exposto na dentina. O presente estudo terá como objetivo identificar e mapear as famílias de proteases presentes no fluido dentinário extraído de dentes sadios e cariados, realizando uma análise proteômica (perfil protéico) dessa estrutura. Na sequência, a atividade proteolítica endógena do fluido dentinário extraído de dentes sadios e cariados será avaliada em função das proteases identificadas. Para a identificação e quantificação relativa de proteínas extraídas do fluido dentinário será utilizada a cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massa (nLC-ESI-MS/MS) e como método complementar, as principais enzimas também serão quantificadas por Western Blotting. Será também avaliada a atividade proteolítica de algumas das enzimas previamente identificadas através de análise espectrofluorimétrica usando substratos fluorogênicos específicos. A atividade gelatinolítica será também avaliada por zimografia. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GONCALVES, RAFAEL SIMOES; CANDIA SCAFFA, POLLIANA MENDES; GIACOMINI, MARINA CICCONE; RABELO BUZALAF, MARILIA AFONSO; HONORIO, HEITOR MARQUES; WANG, LINDA. Use of sodium trimetaphosphate in the inhibition of dentin matrix metalloproteinases and as a remineralizing agent. Journal of Dentistry, v. 68, p. 34-40, JAN 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.