Busca avançada
Ano de início
Entree

Estabilidade da função pulmonar com PEEP escolhida por manobra de titulação rápida versus titulação lenta através da tomografia de impedância elétrica (TIE)

Processo: 13/22910-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcelo Britto Passos Amato
Beneficiário:Maria Aparecida Miyuki Nakamura
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Tomografia de impedância elétrica   Respiração artificial   Pneumologia

Resumo

A síndrome do desconforto respiratório agudo (ARDS) aumenta a morbidade e mortalidade dos pacientes internados em unidade de terapia intensiva. No pós-operatório de cirurgia cardíaca, a utilização da circulação extracorpórea intra-operatória é um dos fatores desencadeantes da síndrome, aumentando sua incidência. Potencialmente, uma estratégia ventilatória protetora, com ajuste da PEEP ótima individualizada, e identificada de maneira rápida e segura, poderia melhorar o prognóstico desses pacientes. Objetivos: A) Comparar os valores necessários e efeitos clínicos da PEEP titulada através da tomografia por impedância elétrica (TIE), contra o tratamento padrão da instituição (PEEP protocolado de 8-12 cmH2O), e B) Nos pacientes randomizados para a titulação pela TIE, avaliar a concordância entre os resultados de uma titulação rápida (duração total do procedimento = 5 min) versus uma titulação lenta já validada (duração total do procedimento = 40 min) realizadas no mesmo paciente, de forma sequencial. Métodos: estudo fisiológico, prospectivo, randomizado, a ser realizado na UTI cirúrgica do InCor-HCFMUSP. Participarão pacientes no pós-operatório de cirurgia cardíaca com diagnóstico de SDRA que serão randomizados para receber o tratamento padrão da instituição ou para receberem titulação da PEEP ideal (através da TIE) seguida de ventilação protetora ajustada para a PEEP ideal identificada na titulação rápida. Todos os pacientes serão acompanhados e monitorados por 4 horas pela TIE, com medidas da evolução do colapso alveolar. Dados hemodinâmicos e de oxigenação serão também registrados. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.