Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da alta temperatura na pigmentação visceral e no epitélio germinativo masculino em Eupemphix nattereri e Leptodactylus fuscus (Anura)

Processo: 14/16900-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Classius de Oliveira
Beneficiário:Gabriela Baroni Leite
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Hipertermia   Epitélio seminífero   Anura   Eupemphix nattereri   Leptodactylus fuscus   Leiuperidae   Melanócitos   Espermatogênese

Resumo

A temperatura influência aspectos fisiológicos e morfológicos em animais ectotérmicos. Entre eles, os anuros apresentam permeabilidade cutânea e ciclo de vida dependente do ambiente aquático e do terrestre, o que os tornam vulneráveis às alterações ambientais. Os anuros possuem um sistema pigmentar extra cutâneo, composto por melanócitos e melanomacrófagos, o qual responde à variação de temperatura, sugerindo um papel termoprotetor destas células. Além disso, mudanças na temperatura podem diminuir o desempenho reprodutivo desses animais, interferindo na espermatogênese e consequentemente no sucesso reprodutivo destes animais. Altas temperaturas podem ainda possuir efeitos genotóxicos, gerando micronúcleos em hemáceas, sendo utilizados como marcadores biológicos de danos genéticos decorrentes de alterações ambientais. Assim sendo, o projeto tem como objetivo avaliar os efeitos sistêmicos da alta temperatura em Eupemphix nattereri e Leptodactylus fuscus, buscando indícios sobre a função dos pigmentos e efeitos genotóxicos e nas células germinativas. Para isso serão utilizados 40 animais sendo 20 exemplares de cada espécie distribuídos em 4 grupos amostrais (n=5) sendo um grupo controle e os demais expostos a temperatura de 35,1°C em câmara B.O.D com fotoperíodo 12claro/12escuro durante 5, 10 e 15 dias. Posteriormente os animais serão anestesiados e amostras de sangue serão retiradas para análise de micronúcleo. Após este procedimento os animais serão eutanasiados e retirados fragmentos de fígado e testículos para análise de melanomacrófagos hepáticos, melanócitos testiculares e células germinativas. Com essas análises busca-se avaliar as respostas de diversos tecidos frente ao estresse térmico e assim elucidar possíveis impactos da alta temperatura em espécies nativas avaliando efeitos genotóxicos e sob aspectos metabólicos e reprodutivos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LEITE, GABRIELA BARONI; FRANCO-BELUSSI, LILIAN; PROVETE, DIOGO B.; DE OLIVEIRA, CLASSIUS. Comparative testis morphology of Neotropical anurans. ZOOLOGISCHER ANZEIGER, v. 257, p. 29-38, 2015. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.