Busca avançada
Ano de início
Entree

Eco-improvisação: uma abordagem sobre mediação tecnológica no contexto de interfaces digitais musicais

Processo: 14/13166-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Jonatas Manzolli
Beneficiário:Gabriel Rimoldi de Lima
Instituição-sede: Núcleo Interdisciplinar de Comunicação Sonora (NICS). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Computação musical   Música eletroacústica   Improvisação (música)   Flauta

Resumo

Este projeto, focado na linha de pesquisa em processos criativos, dedica-se ao estudo teórico e computacional de sistemas interativos com suporte de Interfaces Digitais Musicais (MDI). Propõe-se a construção de um instrumento aumentado que utilize a flauta transversal acrescido de aparatos extras (sensores) que será denominado de metaflauta. O objetivo dessa pesquisa é estender as possibilidades sonoro-expressivas originais do instrumento através de recursos eletrônicos capazes de explorar a gestualidade do intérprete como potencial expressivo-musical. Para tanto, propomos uma perspectiva ecológica da interação, considerando sobretudo os mecanismos de retroação existentes entre os "agentes" (humano e computacional) e seu meio (ambiente acústico). Em nossa proposta, cada sistema de geração sonora associado à MDI será modelado como Agente Autônomo, capaz de modificar-se frente aos estados comportamentais captados do meio. A arquitetura computacional de cada agente se constituirá de um modelo neural multicamadas, de forma que decisões tomadas por cada agente sejam pautadas não apenas em relação às contingências encontradas no meio, mas também pelo seu próprio histórico de interação. Intenta-se que a aplicação deste modelo à arquitetura da MDI propicie certa plasticidade à mesma, permitindo assim que a própria interface se adapte ante aos comportamentos extraídos do meio acústico. Como metodologia de análise, pretendemos utilizar a improvisação musical como recurso exploratório da metaflauta, entendendo essa também a partir de um viés ecológico no qual atuam intérpretes e interfaces tecnológicas como subsistemas do ambiente acústico. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LIMA, Gabriel Rimoldi de. Metaflauta : uma abordagem ecológica aplicada ao design e processos criativos a partir de um instrumento expandido. 2018. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.