Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de parâmetros físicos em atmosferas de estrelas B e Be

Processo: 14/18585-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Pesquisador responsável:Ronaldo Savarino Levenhagen
Beneficiário:Rúbia de Fátima Antunes Martins Fernandes
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Síntese espectral   Estrelas   Propriedades físico-químicas

Resumo

A compreensão das leis físicas que atuam no Sol e nas outras estrelas permitiu o desenvolvimento de um importante segmento da astrofísica conhecido como "Atmosferas Estelares", no qual se estudam as propriedades físicas e químicas das fotosferas estelares, as quais representam o último livre caminho médio percorrido pelos fótons originados a partir de reações nucleares no núcleo estelar. Assim, todos os fótons que observamos das estrelas guardam a "memória" somente dessa última camada da estrela e nos permitem apenas conhecer diretamente as propriedades físicas e químicas dessa camada. Dessa forma, um rápido vislumbre do espectro óptico de uma estrela pode nos revelar importantes pistas sobre a temperatura, gravidade, velocidade de microturbulência, metalicidade, etc, pertinentes à fotosfera. Essas informações, quando reunidas para estrelas de diversas massas e idades estelares, servem como condições de contorno para a resolução das equações diferenciais que regem a física do interior estelar e permitem a elaboração de modelos de interiores estelares. Baseados nos modelos de interiores estelares, os astrofísicos são capazes de elaborar modelos de populações estelares, que servem de alicerce na compreensão da dinâmica de nascimentos estelares tanto em nossa Galáxia como em galáxias distantes. Assim, o conhecimento das fotosferas estelares é de suma importância em Astronomia e ainda apresenta diversas questões em aberto. Neste projeto de iniciação científica nos propomos a estudar as condições físicas e químicas das atmosferas de um grupo de estrelas de tipo espectral B e Be observadas no Laboratório Nacional de Astrofísica (MCT/LNA) e no European Southern Observatory (ESO). As estrelas B possuem em média altas taxas de rotação e como consequência sofrem deformação geométrica, passando então a assumir a forma de esferóides oblatos e introduzindo um fator de obscurecimento nos espectros emergentes. (AU)