Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelo séries de potência Pareto IV com fração de cura

Processo: 14/16829-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 28 de abril de 2015
Vigência (Término): 27 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Probabilidade e Estatística - Estatística
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Pedroso de Lima
Beneficiário:Diego Ignacio Gallardo Mateluna
Supervisor no Exterior: Barry Charles Arnold
Instituição-sede: Instituto de Matemática e Estatística (IME). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of California, Riverside (UCR), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/23684-2 - Estendendo o modelo de cura Destrutivo Binomial Negativo com um esquema de ativação latente., BP.PD
Assunto(s):Análise de sobrevivência

Resumo

Modelos de sobrevivência com fração de cura tem tido um crecimento exponencial nos últimos anos. No trabalho inicial de Berkson e Gage (1952) foi feita a suposição da existência de dois grupos na população, suscetíveis e curados. Esta ideia foi estendida por Chen et al. (1999), assumindo um contexto biológico em que cada indivíduo tem uma quantidade latente M de células que podem producir o evento de interesse no indivíduo. M=0 (M>0) indica que o indivíduo é curado (suscetível). Nesse trabalho, foi assumido que M tem distribuição Poisson. Mais tarde, Rodrigues et al. (2009) estendeu essa idéia assumindo a distribuição Binomial Negativa para a variável M. Uma abordagem mais interesante é proposta em Cancho et al. (2013a), em que é assumido uma estrutura mais geral para M através da distribuição Series de Potência que inclui, entre outras, as distribuição Binomial Negativa, Poisson, Binomial e Logarítima. Neste contexto, é usual assumir o modelo Weibull para a distribuição das causas concorrentes, principalmente pela conveniência matemática desta distribuição. Outra abordagem pode ser vista em Cancho et al. (2013b), em que foi usada a distribuição Birnbaum Saunders para tais causas e M com distribuição Geométrica, propondo o modelo Geométrico Birnbaum Saunders. Porém, até este momento, não temos encontrado o uso de outras distribuições neste contexto.O uso da distribuição Pareto IV para as causas concorrentes merita ser pesquisada já que é um modelo flexível que inclui outros modelos populares como casos limites e/ou casos especiais. Por esta razão, propomos o modelo Series de Potencia Pareto IV com fração de cura e estudar em detalhe a correspondente distribuição para os indivíduos não curados (que corresponde a uma distribuição própria). Resultados interessantes podem ser obtidos para este modelo denominado modelo Series de Potencia Pareto IV. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)