Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de fotoânodos constituídos por nanotubos de TiO2 modificados com vanádio para aplicação fotoeletrocatalítica

Processo: 14/19328-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Marcos Roberto de Vasconcelos Lanza
Beneficiário:Paulo Jorge Marques Cordeiro Junior
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Vanádio   Fotoeletrocatálise   Eletroquímica

Resumo

A sociedade moderna vem enfrentando grandes problemas ambientais, sendo a contaminação da água uma das mais graves. Visando amenizar esses impactos, estudos com processos oxidativos avançados (POA's) vêm ganhando mais destaque. Os POA's são fundamentados na produção de radicais hidroxila, os quais apresentam elevado potencial de oxidação, o que os torna capazes de degradar inúmeras classes de compostos orgânicos. Dentre as metodologias compreendidas nos POA's encontra-se a fotoeletrocatálise, a qual pode ser definida como uma combinação das técnicas de fotocatálise e eletrocatálise. Dentre os semicondutores utilizados na fotoeletrocatálise destaca-se o TiO2 devido a sua elevada fotoatividade e estabilidade química. Entretanto, o TiO2 apresenta como limitação a sua estreita faixa de absorção situada na região UV. Deste modo, a literatura tem reportado algumas estratégias para aumentar a faixa de absorção dentre as quais encontra-se a modificação por dopagem ou impregnação com outros metais. Dentro deste enfoque, o presente projeto de pesquisa propõe o desenvolvimento de eletrodos de nanotubos de TiO2 utilizando a técnica de anodização eletroquímica e sua modificação com o metal vanádio utilizando metodologias eletroquímicas. Os materiais preparados serão caracterizados por técnicas de microscopia eletrônica de varredura (MEV), difratometria de raios-X (DRX), reflectância difusa e testes de fotoatividade.