Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise comparativa entre depósitos de sistemas fluviais modernos e do registro geológico: desenvolvimento de modelos análogos em escala de afloramento para a interpretação paleoambiental de depósitos fluviais

Processo: 14/13937-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Mario Luis Assine
Beneficiário:Maurício Guerreiro Martinho dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Bacias sedimentares   Cambriano   Quaternário   Sedimentologia   Sedimentologia fluvial

Resumo

Este projeto visa o desenvolvimento de modelos deposicionais para diferentes sistemas de leques fluviais preservados no registro geológico, através do estudo detalhado dos depósitos dos sistemas de leques fluviais atuais e recentes do Pantanal Brasileiro, em escala de fácies sedimentares e elementos arquitetônicos, entendendo a relação entre arquitetura deposicional preservada e a configuração climática e tectônica. Estes depósitos serão investigados em termos de sua distribuição em planta (mapa), utilizando dados orbitais (sensoriamento remoto), e de suas fácies sedimentares, tanto em estudos em escala de afloramento como por meio de estudos indiretos, utilizando técnicas de investigação por radar de penetração de solo. Serão gerados dados em diferentes escalas que serão integrados de forma a permitir a identificação dos diferentes controles ambientais na preservação de associações de fácies sedimentares e suas geometrias deposicionais. Serão estudados os megaleques dos rios Taquari e Cuiabá, e a interação destes com o sistema axial do Rio Paraguai, através da investigação tanto de seus depósitos atuais como do Pleistoceno. Serão gerados modelos de duas e três dimensões, em diferentes escalas. Estes dados serão comparados com estudos em detalhe de depósitos antigos interpretados como depósitos de sistemas de leques fluviais, gerando parâmetros balizadores para a interpretação paleoambiental de depósitos sedimentares continentais. Para tanto, serão abordados os depósitos fluviais da Formação Guarda Velha do Grupo Guaritas (Cambriano, Rio Grande do Sul) e a Formação Applecross do Grupo Torridon (Neoproterozoico, Escócia). A Formação Guarda Velha será abordada através do levantamento de perfis de radar de penetração de solo, que serão posteriormente integrados aos estudos prévios de sua arquitetura deposicional e de fácies sedimentares. A Formação Applecross (Torridonian) será abordada através da comparação, em escala de afloramento, das associações de fácies e arquitetura deposicional. Estes dados serão integrados aos dados dos estudos realizados no Pantanal, gerando parâmetros fundamentais para o aperfeiçoamento das interpretações paleoambientais de ambientes deposicionais continentais do registro geológico. Estes dados deverão preencher hiatos significativos existentes entre o atual estado dos conhecimentos sobre leques fluviais modernos e sobre seus depósitos ao longo do tempo geológico, um tema de elevado interesse na comunidade científica atual que investiga os controles atuantes no registro sedimentar continental. (AU)

Publicações científicas (6)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS, MAURICIO G. M.; HARTLEY, ADRIAN J.; MOUNTNEY, NIGEL P.; PEAKALL, JEFF; OWEN, AMANDA; MERINO, EDER R.; ASSINE, MARIO L. Meandering rivers in modern desert basins: Implications for channel planform controls and prevegetation rivers. SEDIMENTARY GEOLOGY, v. 385, p. 1-14, MAY 1 2019. Citações Web of Science: 3.
OWEN, AMANDA; HARTLEY, ADRIAN J.; EBINGHAUS, ALENA; WEISSMANN, GARY S.; SANTOS, MAURICIO G. M. Basin-scale predictive models of alluvial architecture: Constraints from the Palaeocene-Eocene, Bighorn Basin, Wyoming, USA. SEDIMENTOLOGY, v. 66, n. 2, p. 736-763, FEB 2019. Citações Web of Science: 1.
OWEN, AMANDA; EBINGHAUS, ALENA; HARTLEY, ADRIAN J.; SANTOS, MAURICIO G. M.; WEISSMANN, GARY S. Multi-scale classification of fluvial architecture: An example from the Palaeocene-Eocene Bighorn Basin, Wyoming. SEDIMENTOLOGY, v. 64, n. 6, p. 1572-1596, OCT 2017. Citações Web of Science: 8.
SANTOS, MAURICIO G. M.; MOUNTNEY, NIGEL P.; PEAKALL, JEFF. Tectonic and environmental controls on Palaeozoic fluvial environments: reassessing the impacts of early land plants on sedimentation. JOURNAL OF THE GEOLOGICAL SOCIETY, v. 174, n. 3, p. 393-404, MAY 2017. Citações Web of Science: 11.
SANTOS, MAURICIO G. M.; OWEN, GERAINT. Heterolithic meandering-channel deposits from the Neoproterozoic of NW Scotland: Implications for palaeogeographic reconstructions of Precambrian sedimentary environments. Precambrian Research, v. 272, p. 226-243, JAN 2016. Citações Web of Science: 17.
ASSINE, MARIO LUIS; MERINO, EDER RENATO; PUPIM, FABIANO DO NASCIMENTO; MACEDO, HUDSON DE AZEVEDO; MARTINHO DOS SANTOS, MAURICIO GUERREIRO. The Quaternary alluvial systems tract of the Pantanal Basin, Brazil. BRAZILIAN JOURNAL OF GEOLOGY, v. 45, n. 3, p. 475-489, SEP 2015. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.