Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil de metilação de genes em lesões precursoras do câncer do colo do útero

Processo: 14/22527-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Medicina Preventiva
Convênio/Acordo: CNPq - PPSUS
Pesquisador responsável:José Humberto Tavares Guerreiro Fregnani
Beneficiário:Monique Ferreira Amendola
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50014-0 - Perfil de metilação de genes em lesões precursoras do câncer do colo do útero, AP.PP.SUS
Assunto(s):Displasia do colo do útero   Neoplasias do colo uterino   Infecções por Papillomavirus   Metilação de DNA   Técnicas de diagnóstico molecular

Resumo

Há inúmeras e bem documentadas evidências na literatura que demonstram que a citologia cervical é limitada como método isolado para o rastreamento do câncer do colo do útero. Por isso, há necessidade da incorporação de testes moleculares que melhorem a acurácia de detecção de lesões precursoras, como parece ser a avaliação das alterações epigenéticas. A análise da metilação de genes permitiria a ampliação do arsenal de testes diagnósticos para o rastreamento da neoplasia intraepitelial cervical (NIC). OBJETIVOS: 1) Avaliar e comparar o perfil de metilação de 15 genes do hospedeiro e 3 do HPV16 em amostras de citologia cervical de mulheres sem e com NIC; 2) Comparar as acurácias dos métodos moleculares (metilação e pesquisa do HPV) para diagnosticar NIC2 e NIC3. MATERIAIS E MÉTODOS: Serão incluídas 350 amostras armazenadas de citologia cervical de mulheres submetidas previamente à colposcopia no Hospital de Câncer de Barretos. Os casos terão a seguinte distribuição: colo do útero sem NIC (n=150), NIC1 (n=100), NIC2 (50) e NIC3 (50). As citologias cervicais fornecerão alíquotas para as análises moleculares. O teste do HPV será realizado no aparelho Cobas X480" (Roche Molecular Systems, EUA). A análise de metilação será realizada em um painel com 15 genes do hospedeiro (HIC1, APC, CADM1, CDH, DAPK1, TERT, JAM3, EPB41L3, C130RF18, MAL, hsa-miR-124-2, SOX1, PAX1, LMX1A e NKX6-1) e 3 genes do HPV16 (L1, L2 e E2/E4 do HPV16 por Real Time PCR (Quantitative Methylation Specific PCR - QMSP). A frequência de metilação de cada gene será comparada entre os grupos (d NIC1 vs. NIC2/NIC3) por meio do teste exato de Fisher. As acurácias de cada um dos testes moleculares (de metilação e de pesquisa do HPV) serão mensuradas e comparadas entre si por meio da sensibilidade, especificidade, valores preditivos (positivo e negativo) e área sob a curva ROC. RESULTADOS ESPERADOS E APLICAÇÕES: Alguns dos genes metilados estudados (ou a combinação deles) poderão ser utilizados como biomarcadores de lesões precursoras do câncer do colo do útero em amostras de citologia cervical preservadas em base líquida. Se estes biomarcadores mostrarem-se tão (ou mais) acurados que a pesquisa molecular do HPV, eles poderão representar uma nova forma de diagnosticar precocemente as lesões precursoras do câncer do colo do útero. (AU)