Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação e validação de método analítico para quantificação de drogas imunossupressoras em sangue utilizando a técnica de "dried blood spot" (DBS) e a cromatografia líquida de alta eficiência acoplada com detector de espectrometria de massas (CLAE-EM)

Processo: 14/23479-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Daniel Temponi Lebre
Beneficiário:Maíse Pastore Gimenez
Empresa:CEMSA - Centro de Espectrometria de Massas Aplicada Ltda
Vinculado ao auxílio:14/50158-2 - Determinação e validação de método analítico para quantificação de drogas imunossupressoras em sangue utilizando a técnica de Dried Blood Spot (DBS) e a cromatografia líquida de alta eficiência acoplada com detector de espectrometria de massas (CLAE-EM), AP.PIPE
Assunto(s):Espectrometria de massas   Imunossupressores   Inovação   Cromatografia líquida

Resumo

Aproximadamente 100.000 órgãos são transplantados por ano em centros cirúrgicos e/ou hospitais ao redor do mundo. Entre estes números, 68.250 são procedimentos de transplante de rins, 19.850 são de fígado, 5129 corações, 3245 pulmões e 2797 pâncreas. Nas últimas décadas, grandes progressos foram feitos para aumentar os casos de sucesso ou sobrevida do paciente após transplante, sendo o principal fator o desenvolvimento de melhores drogas imunossupressoras. O Monitoramento de Drogas Terapêuticas - MDT (medida da concentração da droga no sangue em tempo determinado), imunossupressoras, em transplantados é um procedimento rotineiro e importante para prevenção de doses "supra" ou "sub" terapêutica, nas quais são determinadas pela propriedade da droga administrada (variáveis na farmacocinéticas, estrita dose terapêutica e efeitos colaterais toxicológicos), e pelo perfil do paciente (biodisponibilidade do fármaco intra ou inter-individual). A utilização terapêutica de drogas imunossupressoras em conjunto com um programa de MDT tem sido cada vez mais empregada, a fim de permitir uma dosagem menor do fármaco e, consequentemente, reduzir os seus efeitos colaterais. Em geral, a MDT busca a informação sobre o equilíbrio entre a toxicidade de agentes imunossupressores contra a imunossupressão adequada para evitar a rejeição do órgão transplantado, como também, para detectar a variabilidade intra e inter-individual da biodisponibilidade da droga para posterior correção da dosagem. Nos casos de pacientes transplantados com órgãos como rins, fígado e pâncreas, o MDT (imunossupressores) é de extrema importância, pois ocorrem variações no metabolismo do individuo, acarretando em variações na concentração da droga no sangue, na qual pode colocar em risco a vida do paciente e o sucesso do procedimento realizado.O objetivo desse projeto é desenvolver e validar um programa de MDT alternativo ao atual, para a sua futura aplicação comercial, pós-validação, em análises clínicas de rotina para transplantados. Trata-se do desenvolvimento da aplicação da técnica de amostragem de "Dried Blood Spot" (DBS) acoplada com a ferramenta analítica conhecida como CLAE-EM. Este método tende a melhorar, a qualidade de vida do paciente, diminuindo a complexidade de coleta de sangue e gerar resultados de forma mais rápida, segura e mais econômica para os hospitais e laboratórios envolvidos neste processo. A estratégia será a pesquisa e desenvolvimento de metodologia analítica para quantificar simultaneamente três drogas imunossupressoras (everolimus, tacrolimus e ciclosporina A) utilizando e/ou comparando procedimentos analíticos diferentes: extração líquido-líquido sangue e análise por CLAE-UV; e DBS off-line acoplada à técnica de CLAE-EM

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.