Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das atividades locomotora e nociceptiva diárias e sazonais de lagartos mantidos em condições ambientais controladas

Processo: 14/19765-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Comportamento Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Adriano Bonfim Carregaro
Beneficiário:Shayne Pedrozo Bisetto
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Herpetologia   Atividade motora   Nociceptividade   Lagartos   Salvator merianae   Iguana iguana   Sazonalidade

Resumo

Os répteis consistem em animais ectotérmicos, ou seja, que dependem da temperatura ambiental para realizar sua termorregulação. Desta maneira, os indivíduos desta classe são submetidos a variações amplas de temperatura ao longo do dia e do ano, e consequentemente apresentam também amplas variações na atividade metabólica e comportamental. O objetivo deste estudo consiste em avaliar a atividade locomotora e nociceptiva apresentada por duas espécies de lagartos, o Teiú (Salvator merianae) e a Iguana-verde (Iguana iguana), quando mantidos em condições ambientais controladas. Serão utilizados dez animais de cada espécie, pesando de 50 a 1000g, e mantidos em condições ambientais controladas: gradiente de temperatura ambiental de 27 a 40°C, e fotoperíodo fixo de 12 horas (fotofase das 6:00 às 18:00). Estes serão monitorados segundo sua atividade locomotora e sua resposta a estímulo nociceptivo ao longo do dia (0:00, 6:00, 12:00, 18:00) e ao longo do ano (análise mensal). A análise locomotora será realizada através do teste de campo aberto, no qual o animal será colocado no centro de uma arena circular e receberá um ponto por cada ultrapassagem pelas subdivisões do campo, enquanto que a análise de resposta a um estímulo nociceptivo será realizada através de estímulo térmico por no máximo 32 segundos e temperatura entre 45 e 47°C na superfície plantar do membro do animal. Neste estudo, espera-se realizar a identificação de padrões diários e sazonais nas atividades dos teiús e iguanas-verdes, para melhor aproveitamento destes como modelos experimentais na busca por conhecimento na área de medicina de répteis. (AU)