Busca avançada
Ano de início
Entree

Epitélio intestinal e microbiota de juvenis de pacu Piaractus mesopotamicus e dourado Salminus brasiliensis alimentados com diferentes fontes proteicas vegetais

Processo: 14/15618-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:José Eurico Possebon Cyrino
Beneficiário:Thaline Maira Pachelli da Cruz
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Characiformes   Fígado   Proteínas   Lisozimas

Resumo

Restrições econômicas e ambientais trazem a necessidade de substituir a farinha de peixe em dietas de organismos aquáticos por matérias-primas menos dispendiosas de origem vegetal. Entretanto, tais fontes proteicas vegetais, e.g. o farelo de soja, possuem fatores antinutricionais que podem ter efeitos negativos sobre o sistema digestório dos peixes, alterando a higidez e, em consequência, a produção. A fim de estudar estes possíveis efeitos ou não destas fontes em dietas para peixes onívoros e carnívoros, o objetivo deste trabalho será avaliar os efeitos de diversas fontes proteicas vegetais sobre o desempenho, hematologia, histologia e microbiota do epitélio intestinal de pacu Piaractus mesopotamicus e o dourado Salminus brasilensis, respectivamente, alimentados com dietas experimentais à base de farelo de soja. Serão conduzidos dois experimentos, digestibilidade (Ensaio I) e desempenho (Ensaio II). O ensaio de digestibilidade será conduzido em protocolo padrão utilizando dietas adicionadas do marcador inerte óxido de crômio III (CR2O3) e sistema Guelph modificado para coleta de fezes. No ensaio de desempenho serão avaliadas três fontes proteicas vegetais, o farelo de soja (FS), o farelo de algodão (FA) e o farelo de amendoim (FM), utilizadas em substituição da farinha de peixe em uma dieta controle em cinco níveis de inclusão: 0 (controle), 12,5%; 25,0 %; 50%; 75,0% e 100%, em um delineamento em blocos casualizados (n=3). Ao longo do período experimental serão coletadas amostras de intestino de oito animais nas regiões anterior, média e distal e amostras de sangue. As amostras do tecido intestinal serão analisadas quanto às características histológicas e morfológicas, além de quantificação e diferenciação de células caliciformes. As amostras de sangue serão avaliadas quanto a parâmetros imunológicos, lisozima sérica, proteína total e albumina sérica. Através da técnica PCR, microscopia eletrônica de varredura e transmissão será avaliada a microbiota intestinal das espécies. Adicionalmente, serão avaliadas as condições histológicas do fígado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AGUILAR, FREDY A. A.; DA CRUZ, THALINE M. P.; MOURAO, GERSON B.; CYRINO, JOSE EURICO P. Water temperature, body mass and fasting heat production of pacu (Piaractus mesopotamicus). Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 89, n. 2, p. 1305-1312, JUN 2017. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CRUZ, Thaline Maira Pachelli da. Alterações histológicas no epitélio intestinal de juvenis de dourado Salminus brasiliensis alimentados com dietas contendo fontes proteicas vegetais. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.