Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo morfológico e angioarquitetura do ventrículo de peixes neotropicais

Processo: 14/14041-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Vicentini
Beneficiário:Mario Vitor Buzete Gardinal
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Morfologia animal   Miocárdio   Peixes   Leporinus

Resumo

O ventrículo de teleósteos pode apresentar até três formas distintas: sacular, tubular e piramidal. Estas características estão relacionadas com a mioarquitetura ventricular, ou com o hábito natatório dos peixes. Estudos da mioarquitetura ventricular demonstraram diferentes características de organização do musculo cardíaco em teleósteos, indicando que algumas espécies podem apresentar ventrículo constituído apenas por uma camada esponjosa, ou além da camada esponjosa uma camada compacta externa. Ainda, alguns estudos evidenciaram que espécies ativas apresentam ventrículo piramidal e miocárdio do tipo misto (constituído por uma camada compacta externa e uma camada esponjosa interna), enquanto que espécies sedentárias apresentam ventrículo sacular ou tubular, constituído apenas por uma camada esponjosa. Entretanto, essa relação não é sempre constante. Assim, o objetivo do presente trabalho é estudar a morfologia cardíaca de três espécies de peixes Neotropicais: Leporinus elongatus, Pterodoras granulosus (espécies migradoras) e Hoplias malabaricus (espécie sedentária); com destaque para o miocárdio ventricular e sua angioarquitetura. Serão utilizados 10 corações de cada espécie. Os animais serão eutanásiados em solução de cloridrato de benzocaína. Em seguida, será feita uma incisão longitudinal na região ventral para a retirada dos corações, que serão fixados em soluções de Bouin e/ou Karnavksy modificado e posteriormente encaminhados para os estudos de anatomia macroscópica e microscopia de luz. Para estudos anatômicos, as cavidades cardíacas serão analisadas com auxílio de estereomicroscópio. Para análise histológica, os corações serão incluídos em paraplast e/ou historesina e as secções serão coradas com hematoxilina-eosina, azul de toluidina a 1% e tricrômico de Masson para análise geral da arquitetura ventricular, assim como para evidenciar vasos subepicárdicos e/ou miocárdicos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BUZETE GARDINAL, MARIO VITOR; FACCIOLI, CLAUDEMIR KUHN; CHEDID, RENATA ALARI; MORI, RICARDO HIDEO; FRANCESCHINI VICENTINI, IRENE BASTOS; VICENTINI, CARLOS ALBERTO. Myocardium Arrangement and Coronary Vessel Distribution in the Ventricle of Three Neotropical Freshwater Teleosts. ZOOLOGICAL SCIENCE, v. 35, n. 4, p. 360-366, AUG 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.