Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação entre a pressão arterial e gordura corporal em pacientes com hiperplasia adrenal congênita por deficiência da enzima 21-hidroxilase

Processo: 14/20186-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Ezequiel Moreira Gonçalves
Beneficiário:Daniela Albiero Camargo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Hipertensão   Glucocorticoides   Pressão sanguínea   Obesidade   Endocrinologia

Resumo

A deficiência da enzima 21-hidroxilase (D21OH) é a forma mais comum da hiperplasia adrenal congênita (HAC), responsável por mais de 90% dos casos da forma clássica da doença. Com a melhoria do diagnóstico e introdução do tratamento com a reposição de corticoides, houve um grande aumento na sobrevida destes pacientes, chamando a atenção para os possíveis reflexos negativos do tratamento da HAC ao longo da vida. Apesar de ainda poucos e heterogêneos, os estudos indicam que pacientes com HAC apresentam aumento do risco de hipertensão arterial sistêmica quando comparados com indivíduos normais. Além disso, diversos estudos demonstram que indivíduos com HAC apresentam valores elevados de gordura corporal. Neste contexto, o objetivo deste projeto será verificar a relação entre a gordura corporal e a pressão arterial de pacientes com a forma clássica da HAC-D21OH. Serão avaliados pacientes com idade superior a 15 anos de idade, de ambos os sexos, com diagnóstico de HAC-D21H e acompanhados há pelo menos dois anos em nosso ambulatório. O grupo de pacientes será comparado a um grupo controle sem a doença. Para a determinação da quantidade e distribuição de gordura corporal será utilizada a absorciometria por dupla emissão de raio x (DXA), e a determinação dos parâmetros relativos a pressão arterial, será realizado o monitoramento da pressão arterial por 24 horas.