Busca avançada
Ano de início
Entree

Análises "omics" na caquexia associada ao câncer: uma abordagem integrativa para identificação de biomarcadores e alvos de drogas

Processo: 14/13941-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 23 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Robson Francisco Carvalho
Beneficiário:Geysson Javier Fernandez Garcia
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/08294-1 - Mecanismos moleculares subjacentes à indução e repressão da expressão gênica mediada pelo TNF na caquexia, BE.EP.DR
Assunto(s):Atrofia muscular   Caquexia   Metilação   Biomarcadores

Resumo

A atrofia do músculo esquelético é um fenômeno comum em várias doenças sistêmicas crônicas tais como septicemia, insuficiência cardíaca crônica, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal crônica, diabetes, AIDS e câncer. Essas doenças podem ser acompanhadas de uma síndrome metabólica complexa caracterizada pela diminuição de massa muscular, denominada de caquexia. Estima-se que a caquexia afete mais de 50% de todos os pacientes com câncer e resulte em uma menor qualidade de vida devido à presença de fadiga, fraqueza, resistência à insulina e baixa tolerância e resposta ao tratamento rádio e quimioterápico. Notavelmente, cerca de 30% das mortes relacionadas ao câncer são estimadas como resultado da caquexia e ainda não existe uma terapia efetiva para a perda de massa muscular nessa síndrome. A complexidade dos mecanismos que controlam a expressão gênica e induzem a perda de massa muscular na caquexia sugere o envolvimento de interações moleculares regulatórias complexas que podem ser desvendadas a partir de análises "ômicas". Essas análises "ômicas" utilizando Next Generation Sequencing têm sido amplamente empregadas para o estudo de doenças complexas e a viabilidade desses estudos já foi demonstrada nos projetos ENCODE. A hipótese do presente estudo é que a integração de análises "ômicas" (transcriptoma, microRNoma e epigenoma) do músculo esquelético de um modelo de caquexia associada ao câncer irá revelar mecanismos de sinalização celular e regulação gênica relacionados à perda de massa muscular nessa síndrome. Esses dados também permitirão a identificação de novos genes candidatos, biomarcadores e alvos de drogas envolvidos na atrofia muscular. Portanto, nosso estudo também poderá servir de base para o desenvolvimento de futuras estratégias terapêuticas visando à minimização da perda de massa muscular, aumentando assim a sobrevida e a melhora da qualidade de vida dos pacientes com caquexia associada ao câncer. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Pesquisador da Unesp conquista prêmio na Holanda 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.