Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição da seleção natural e de processos mutacionais na expressão dos genes novos durante espermatogênese

Processo: 14/17149-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Lygia da Veiga Pereira
Beneficiário:Júlia Beck Raices
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia computacional   Genômica   Mutação   Expressão gênica   Espermatogênese   Haploidia   Drosophila melanogaster

Resumo

A gametogênese é um processo muito importante para a manutenção da espécie e para a especiação. A espermatogênese - gametogênese masculina - pode ser dividida em três fases: a fase mitótica (na qual ocorrem divisões mitóticas), a meiótica (na qual ocorre a meiose e as células se tornam haplóides) e pós-meiótica (na qual ocorre a espermiogênese e as células são haplóides). Por ter características muito particulares, como a existência de células haplóides, a espermatogênese permite a análise de seleção haplóide e comparação da expressão de retrogenes e retropseudogenes nessa fase do desenvolvimento, possibilitando a verificação da importância dessa fase na fixação de genes novos e na seleção dos mesmos. Por muito tempo se acreditou que os genes expressos durante a espermatogênese seriam antigos, pois o processo é muito conservado devido a sua função comum em todos os organismos: produzir o espermatozóide, também se acreditava que durante a pós-meiose não haveria transcrição gênica, hoje sabemos que há expressão gênica na pós-meiose e há uma grande expressão de genes novos durante essa fase. Assim, este trabalho visa analisar se há seleção de genes expressos nas células haplóides da espermatogênese de Drosophila melanogaster, verificando também se trata-se de seleção positiva dos genes expressos durante essa fase. O trabalho também analisará a definição de retrogenes e retropseudogenes expressos na espermatogênese de camundongo (Mus musculus), assim como comparará a expressão dessas duas categorias de genes durante essa fase, e fará a análise do estado da cromatina durante a espermatogênese a fim de verificar se a expressão diferencial de retrogenes e retopseudogenes deve-se a fatores mutacionais ou seletivos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RAICES, Júlia Beck. Modelo de seleção haplóide para evolução de genes novos. 2017. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.