Busca avançada
Ano de início
Entree

Matéria escura na Via Láctea: uma era de precisão

Processo: 14/22985-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Pesquisador responsável:Fabio Iocco
Beneficiário:Fabio Iocco
Instituição-sede: Instituto de Física Teórica (IFT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/11070-2 - Matéria escura na Via Láctea: uma era de precisão, AP.JP
Assunto(s):Física além do modelo padrão   Astrofísica de partículas   Matéria escura

Resumo

A existência de uma componente "escura" de matéria, composta por uma classe de partículas que não interagem com a radiação eletromagnética e que não pertencem ao Modelo Padrão mas que no entanto são acopladas gravitacionalmente, é um princípio central da Cosmologia moderna. Sua presença no Universo em ambientes diversos e em várias escalas de tamanho têm sido comprovada com abundantes observações astrofísicas. No entanto, sua natureza ainda é uma incógnita atualmente. A sinergia entre buscas em aceleradores de partículas, sinais astrofísicos e experimentos terrestres está na base dos esforços atuais para determinar a natureza das partículas de matéria escura. Esse projeto tem como escopo usar observáveis astrofísicas locais, tais como informações dinâmicas e morfológicas de nossa galáxia, para melhorar nosso conhecimento e reduzir as incertezas nessa busca em diversos canais. O projeto tem um duplo objetivo: a) obter informações independente de modelos sem precedentes sobre a distribuição espacial e dinâmica da matéria escura na Via Láctea, fazendo uso das mais recentes observações; b) usar essas informações para diminuir as incertezas em experimentos atuais e futuros de busca direta e indireta por matéria escura. Além do uso crucial no contexto de Física de Partículas, essas informações representarão o estado-da-arte na determinação experimental da estrutura da matéria escura em nossa galáxia e será relevante para o entendimento do processo de formação de galáxias em um contexto cosmológico.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Dark matter in the Milky Way 
Pesquisador da Unesp apresenta evidência de matéria escura na Via Láctea 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa:
De Trieste para São Paulo 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.