Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise funcional da ciclofilina CsCyp na transcrição de genes de citros ativados por efetores "tal" de Xanthomonas citri

Processo: 14/19623-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Celso Eduardo Benedetti
Beneficiário:Paula Rodrigues Oblessuc
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/20468-1 - Modelos biológicos de interação planta-patógeno para o entendimento de mecanismos de patogenicidade e adaptação de fitobactérias, respostas de defesa e desenvolvimento de doença em citros, AP.TEM
Assunto(s):Xanthomonas citri   Biologia molecular

Resumo

O Cancro Cítrico, causado pela bactéria Xanthomonas citri, afeta a maioria das variedades comerciais de citros, e nos últimos anos sua incidência tem aumentando significativamente nas principais regiões citrícolas do país. Com o objetivo de entender como X. citri induz crescimento e expansão celular em citros, características das lesões do cancro, nosso grupo identificou várias proteínas de Citrus sinensis que interagem com a proteína efetora PthA, principal fator de patogenicidade de X. citri. PthAs pertencem a família dos efetores TAL (Transcription activator-like), que se ligam a sequências promotoras específicas ativando a transcrição de genes alvo na planta. Entre as proteínas de citros interatoras de PthAs, identificamos a ciclofilina (prolil-isomerase) CsCyp, CsSUMO (small ubiquitin-related modifier) e o domínio C-terminal da RNA Polimerase II (CTD). Além disso, através de análises de expressão gênica e identificação in silico de regiões promotoras de citros contendo sítios de ligação de PthAs, identificamos potenciais genes alvos de PthAs, incluindo o Lateral Organ Boundary 1 (CsLOB1). Verificamos ainda que PthA2 inibiu a atividade prolil-isomerase de CsCyp e que plantas de citros com níveis reduzidos de CsCyp foram mais susceptíveis a X. citri. Considerando que CsCyp também interagiu com o CTD de citros e complementou os mutantes deficientes nas prolil-isomerases Cpr1 e Ess1, as quais isomerizam resíduos de prolina do CTD e controlam elongação e término da transcrição em levedura, levantamos a hipótese de que PthAs ativam a transcricão de genes alvos modulando a atividade do CTD via interação com CsCyp. Assim, os objetivos dessa proposta incluem: (1) confirmar a interação direta de PthAs com região promotora de genes alvo, em especial CsLOB1; (2) avaliar a expressão de genes alvos de PthAs em linhagens transgênicas de laranja com níveis alterados de CsCyp por superexpressão e RNAi; (3) verificar se CsCyp interage com a cromatina na região promotora, codificadora e/ou terminadora de genes alvo de PthAs; (4) avaliar se a fosforilação das serinas 2 e 5 das repetições do CTD de citros afeta a interação com CsCyp e (5) verificar se CsCyp está sumoilada durante o desenvolvimento das lesões do cancro. Acreditamos que este trabalho permitirá uma melhor compreensão do papel de CsCyp no controle da transcrição medida por PthAs. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.