Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação por densitometria óssea e microtomografia computadorizada 3D de (compósitos) mantas ósseas a base de quitosana, hidroxiapatita e colágeno como reparo de falhas ósseas induzidas experimentalmente em tíbias de ovinos

Processo: 14/17084-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:André Luis do Valle de Zoppa
Beneficiário:Cínthia Lima Lhamas
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cirurgia veterinária   Densitometria óssea   Quitosana   Hidroxiapatita   Colágeno   Tibia   Fraturas cominutivas   Ovinos   Microtomografia por raio X

Resumo

As fraturas em Medicina veterinária e, especialmente em animais de grande porte, são afecções que geram preocupação quanto ao custo do tratamento e a ocorrência de futuras complicações, pois quando se trata de equinos, há a possibilidade de complicações pela carga excessiva a que esses animais recebem sobre os membros. Dessa forma, convém imobilizar o membro acometido o mais cedo possível e de forma adequada e assim, avaliar se há necessidade de se realizar cirurgia para estabilização da fratura. Em alguns tipos de fraturas pode haver grandes falhas ósseas, principalmente em fraturas cominutivas com extensa lesão de tecidos adjacentes, o que dificulta e prolonga o tempo de consolidação e onde há probabilidade maior de ocorrência de falhas ósseas futuras. Por essas razões vem sendo estudado, há alguns anos, o uso de substitutos ósseos na forma de cimentos ou mantas ósseas para reparar esses defeitos. O estudo com biomateriais como substitutos ósseos tem tido grande evolução nos últimos anos, e aqueles à base de quitosana, hidroxiapatita e colágeno apresentam grande vantagem, pois a quitosana estimula a regeneração óssea, a hidroxiapatita confere a dureza que o material exige, e o colágeno fornece maleabilidade ao material. O presente projeto tem por objetivo avaliar a regeneração óssea após implante de compósito a base de quitosana, hidroxiapatita e colágeno em falhas ósseas de tíbias de ovinos, induzidas experimentalmente. Serão utilizados os métodos de imagem por densitometria óssea radiográfica e microtomografia computadorizada 3D para avaliar o grau e o tempo de regeneração óssea e a capacidade do biomaterial se integrar ao osso. Serão confeccionadas falhas ósseas nas tíbias de ovelhas, em ambos os membros, onde será implantado o biomaterial em um deles, escolhidos de forma aleatória, sendo o membro contralateral controle. Os animais serão submetidos a exames radiográficos quinzenalmente até 90 dias de pós-operatório. Após 90 dias, os animais serão eutanasiados e colhidos fragmentos das tíbias para avaliação por microtomografia computadorizada 3D. Os dados serão submetidos à análise estatística para avaliação dos resultados. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.